Os contos infantis como literatura, na formação humana e na educação: alguns aspectos

Autores

  • Luciana Aparecida de Araújo Penitente Universidade Estadual Paulista. J. M. Filho. Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília
  • Rosane Michelli de Castro Universidade Estadual Paulista. J. M. Filho. Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2594-5963.lilit.2012.97575

Palavras-chave:

Educação, Literatura, Contos infantis, Formação humana

Resumo

As reflexões tecidas neste texto decorreram de inúmeros questionamentos acerca da necessidade de se considerar a importância dos contos infantis como literatura, na formação humana e na educação. Nesse sentido, abordam-se, num primeiro momento, aspectos históricos da origem e trajetória dos contos infantis. Após isso abordam-se, ainda que brevemente, alguns fundamentos discutidos entre Habermas e Mead sobre a construção da intersubjetividade humana que pode ser propiciada pelos contos infantis e a conquista da individuação e socialização. Por fim, são abordados aspectos a partir dos quais se espera contribuir para as reflexões sobre educação, centralmente sobre a educação de crianças em processo de escolarização.

Biografia do Autor

Luciana Aparecida de Araújo Penitente, Universidade Estadual Paulista. J. M. Filho. Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília

Professora Assistente Doutora – Faculdade de Filosofia e Ciências – ffc-Unesp/Marília.

Rosane Michelli de Castro, Universidade Estadual Paulista. J. M. Filho. Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília

Professora Assistente Doutora – Faculdade de Filosofia e Ciências – ffc-Unesp/Marília.

Downloads

Publicado

2012-04-28