Escritas da memória: autoria e identidade cultural

Palavras-chave: Memória, Discurso, Identidade, Autoria, Agência.

Resumo

Este artigo retoma pesquisa ainda em desenvolvimento sobre a relação entre escritas da memória, discurso e identidade cultural. A escolha do tema apoia-se na ideia de que memória, identidade e sentimento de pertença se relacionam intrinsecamente. O espaço da memória é também o espaço da ressignificação: o espaço de construir e reconstruir representações e identidades. Construímos representações do passado de acordo com as representações que fazemos do presente, e tanto umas quanto as outras são atravessadas pelas representações social e historicamente construídas. Tais concepções associam-se aos conceitos de autonomia (FREIRE, 2002), agência (BAZERMAN, 2011; KLEIMAN, 2006) e autoria (BAZERMAN, 2011).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francesco Antonio Capo, Universidade de São Paulo

Mestrando pelo Programa de Pós-graduação PROFLETRAS - Mestrado Profissional em Rede Nacional, vinculado ao
Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade
de São Paulo – FFLCH – USP.

Publicado
2016-07-06
Como Citar
Goldstein, N., & Capo, F. (2016). Escritas da memória: autoria e identidade cultural. Linha D’Água, 29(1), 143-165. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v29i1p143-165
Seção
Artigos originais