O discurso outro em narrativas ficcionais e não ficcionais

  • Tatiana Simões Luna Universidade Federal de Pernambuco
  • Dóris de Arruda Carneiro da Cunha Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: narrativa, discurso outro, discursividade escrita, crônica, relato

Resumo

Narrativas são formas discursivas cuja natureza é propensa à manifestação da pluralidade de vozes. Tradicionalmente, os estudos de RDO têm se dedicado ao estudo da prosa literária, observando o papel do discurso outro na relação entre autor, narrador e personagem. O objetivo deste artigo é descrever e comparar as formas e caracterizações da RDO em gêneros de teor narrativo não ficcional e ficcional, com base nos estudos de Volochínov ([1929] 2007) e de Authier-Revuz ([1982] 2004, 1995, 1998, 2004, 2012, [2009] 2015): sete relatos de prática docente e cinco crônicas escritas por estudantes. O corpus é formado pelos textos vencedores do Programa Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro 2014 na categoria crônica e analisado sob o prisma metodológico qualitativo-interpretativo. Os resultados apontam que o uso mais diversificado das formas de RDO não se vincula ao caráter literário da narrativa, mas à maior autonomia discursiva do sujeito escrevente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-14
Como Citar
Luna, T., & Cunha, D. (2018). O discurso outro em narrativas ficcionais e não ficcionais. Linha D’Água, 31(3), 167-190. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p167-190
Seção
Artigos originais