Gêneros no Facebook

análise comparativa de discursos em divulgação científica anglófona e lusófona

  • Artur Daniel Ramos Modolo Universidade de São Paulo
Palavras-chave: revistas de divulgação científica, Facebook, gênero, reação do leitor

Resumo

As revistas de divulgação científica são uma valiosa fonte de informação científica para o setor da sociedade que ge-ralmente não é especialista em ciência. O objetivo desse artigo é avaliar semelhanças e diferenças em publicações no Facebook por páginas de divulgação científica, especialmente no uso dos gêneros e na reação dos leitores. Neste estudo, a partir da perspectiva bakhtiniana, avaliam-se 110 posts de revistas de divulgação científica no Facebook quanto ao conteúdo visual e verbal. Analisamos quantitativamente esses recursos considerando as possibilidades de expressão em posts no Facebook (vídeos, imagens, GIFs, etc.) relacionando-os com as principais formas responsivas disponíveis para os usuários do Facebook (curtir, compartilhar e comentar). Coletaram-se vinte posts de linha do tempo publicadas por cada revista: Cosmos, Galileu, NewScientist, ScientificAmerican e Superin-teressante durante o intervalo de três dias (6 de novembro de 2015 a 8 de novembro de 2015), cinco fotos de perfil e cinco fotos de capa. As formas responsivas são analisadas de maneira quantitativa e qualitativa. A partir da relevância quantitativa de alguns resultados para analisar possibilidades teóricas e qualitativas capazes de elucidar as razões da maior frequência de alguns gêneros, sua popularidade, bem como as similaridades e diferenças entre as comunidades etnolinguísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-25
Como Citar
Modolo, A. (2018). Gêneros no Facebook. Linha D’Água, 31(3), 121-140. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p121-140
Seção
Artigos originais