A filosofia no ensino médio no Brasil e na França

uma comparação intercultural de livros didáticos e de textos oficiais de educação

  • Daniela Nienkötter Sardá Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Ensino Médio, Ensino da Filosofia, Brasil, França

Resumo

O artigo investiga como se dá o ensino da Filosofia, enquanto disciplina escolar, no Brasil e na França. Analisamos os discursos de livros didáticos publicados no Brasil e na França entre 2004 e 2012, além dos discursos dos textos oficiais do Ministério da Educação brasileiro e francês que regem a redação desses livros. Como resultado dessa análise, percebemos muitas semelhanças no modo em que o ensino da Filosofia se organiza nos dois países: em ambos o ensino dessa disciplina é obrigatório, faz parte de um currículo centralizado, temático, e é objeto de avaliação em exames nacionais. Concluímos que a comparação dessas duas realidades é importante, visto que o ensino da Filosofia é objeto de debate em ambos os países: no Brasil, ela é ainda bastante instável nos currículos – tanto é assim que está sendo reavaliada no currículo do Novo Ensino Médio –; na França, pretende-se adiantar o seu ensino, já que ela só é ensinada no último ano do lycée.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-27
Como Citar
Sardá, D. (2018). A filosofia no ensino médio no Brasil e na França. Linha D’Água, 31(3), 19-43. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v31i3p19-43
Seção
Artigos originais