A terminologia: um instrumento ao serviço da inovação pedagógica no Espaço Europeu do Ensino Superior

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v33i1p167-185

Palavras-chave:

: Competência terminológica, Neurociências, Tipos de memória, Ensino superior, Sociedade do conhecimento, ECRL

Resumo

Neste artigo apresentam-se algumas reflexões sobre a importância da Terminologia em formações multilíngues especializadas no âmbito do ensino das línguas aplicadas no ensino superior, com especial incidência no sistema de ensino superior francês. Se tivermos em conta a política linguística de construção do Espaço Europeu do Ensino Superior (EEES) e os diversos contributos que desde o século XX a Terminologia tem vindo a oferecer não só ao sistema de comunicação especializada, aos sistemas informáticos inteligentes, mas também a diversas profissões (mediadores linguísticos e culturais, tradutores) e novas necessidades (multilinguissimo e interculturalidade), verificaremos que o ensino (teórico e prático) da Terminologia nas formações universitárias se torna um elemento incontornável. A sociedade do conhecimento não se pode concretizar sem a aquisição da competência terminológica que se manifesta, tradicionalmente, pela utilização de terminologias e de discursos especializados em variadas situações e em diferentes contextos de produção/recepção comunicativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-25

Como Citar

Fréjaville, R. M. (2020). A terminologia: um instrumento ao serviço da inovação pedagógica no Espaço Europeu do Ensino Superior. Linha D’Água, 33(1), 167-185. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v33i1p167-185

Edição

Seção

Artigos originais