Tradução e Criação

  • Paulo Bezerra Universidade Federal do Rio de Janeiro/ UFRJ
Palavras-chave: tradução científica, tradução literária, habilidades do tradutor.

Resumo

O artigo parte das diferenças entre as traduções científica e de ficção, para concentrar-se na segunda. A tradução de ficção opera com sentidos, abre-se para a plurissignificação, com o propósito de criar uma dessemelhança do semelhante; nesse processo, o tradutor não traduz uma língua, mas o que uma individualidade criadora faz da língua. Por fim, abordam-se os conhecimentos e habilidades necessários a um tradutor de literatura, a saber: o conhecimento de teorias da literatura e da tradução, a capacidade de preservar o colorido nacional do texto original aliado ao respeito à língua de chegada e a sensibilidade às variações de sua língua nacional tanto na esfera cotidiana quanto na literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-12-10
Como Citar
Bezerra, P. (2012). Tradução e Criação. Linha D’Água, 25(2), 15-23. https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v25i2p15-23
Seção
Artigos originais