Diálogo entre Literatura e Cinema: Narrativas de terror - o estudo de estratégias narrativas para “ancorar o efeito do real” na linguagem literária e na linguagem cinematográfica.

  • Patrícia Peres Ferreira Nicolini Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Analice de Oliveira Martins Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Palavras-chave: Narrativa de Terror, Literatura e Cinema.

Resumo

O artigo tem por objetivo compartilhar uma experiência bem sucedida de aulas de leitura trabalhando o “gênero narrativo terror” nas séries finais do Ensino Fundamental II. Nessas aulas, os alunos são convidados a analisar o gênero terror na linguagem literária e na linguagem cinematográfica buscando verificar as estratégias narrativas utilizadas por esse gênero para criar verossimilhança, aumento de expectativa do leitor e o clima de suspense. A constituição dessa proposta se baseou nos estudos de Tzvetan Todorov.

Biografia do Autor

Patrícia Peres Ferreira Nicolini, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Mestranda do Programa em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense “Darcy Ribeiro” (UENF); Pós-Graduada em Docência no Ensino Superior e Graduada em Letras/Literatura pelo Centro Universitário São Camilo – ES
Analice de Oliveira Martins, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Doutorado em Estudos de Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Mestrado em Letras (Literatura Comparada) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Bacharelado e Licenciatura em Letras (Português-Francês) também pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Referências

BANDEIRA, Pedro. Descanse em paz, meu amor. 7. ed. São Paulo: Ática, 2011.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. 1. ed., 2ª

reimpressão. São Paulo: Contexto, 2007, p. 39-40.

JAGUARIBE, Beatriz. O choque do real: estética, mídia e cultura/Beatriz Jaguaribe. Rio de Janeiro: Rocco, 2007, p. 15-41, p. 97-123.

JAMES, M.R.. Introduction. In: COLLINS, V. H. (ed.). Ghosts and marvels. Oxford University Press, 1924, p. VI.

LAJOLO, M. Usos e abusos da literatura na escola. São Paulo, Globo, 1982, p. 53-59.

LOVECRAFT, H. P. Supernatural Horror. In: Literature. Nova York, Ben Abramson, 1945, p. 16.

MARTINS, Tatiane Marques de Oliveira; VENTURA, José Emílio. Machado por um Olhar Digital. Disponível em:

www2.csa.com.br/machado/...machado.../Machado%20por%20um%20olhar%20digital.pdf. Acesso em: 22/09/2012.

PENZOLDT, Peter. The supernatural. In: Fiction. Londres, Peter Nevill, 1952, p. 09.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. À procura de um novo realismo: teses sobre a realidade em texto e imagem hoje. In: SCHØLLHAMMER, K. E.; OLINTO, H. K. (orgs.) Literatura e mídia. Rio de Janeiro: Ed.

PUC-Rio, São Paulo: Loyola, 2002, p. 75-89.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. A literatura e a cultura visual. In: OLINTO, Heidrun Krieger; Karl Erik SCHØLLHAMMER, K. E. (org.). Literatura e cultura. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio, 2008, p. 87-103.

SCHØLLHAMMER, Karl Erik. Realismo afetivo: evocar realismo além da representação. In: Estudos de literatura brasileira contemporânea, Brasília, UnB, n. 39, jan.-jun. 2012.

SILVA, Salete Therezinha de Almeida. A linguagem cinematográfica na escola: uma leitura D’o Rei Leão. In: Outras linguagens na escola: publicidade, cinema e TV, rádio, jogos, informática/coordenador Adilson Citelli. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2004. p. 81-108 (Coleção aprender e ensinar com textos; v. 6).

STEVENSON, Robert Louis. O médico e o monstro. Editora Melhoramentos Ltda, 2010. p. 09-26.

STOKER, Bram. Drácula. 2. ed. Porto Alegre: L&PM, 1985, p. 45-46, p. 60-62.

TODOROV, Tzvetan. As estruturas narrativas. 4. ed. São Paulo;

Perspectiva, 2003. p. 93-104. (Coleção Debates)

TODOROV, Tzvetan. O estranho e o maravilhoso. In: Introdução à

literatura fantástica. 4. ed. São Paulo; Perspectiva, 2003. p. 53-59.

(Coleção Debates).

Publicado
2017-12-23