Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Murilo Rubião nos arredores do mito e do real maravilhoso

Marisa Martins Gama-Khalil

Resumo


Murilo Rubião é o escritor que melhor representa a arte fantástica no Brasil, no século XX, com seus contos que trazem situações insólitas em meio a um cotidiano prosaico. Em seu labor estético, o escritor mineiro exercitou diversificadas formas de composição do insólito, dentre elas o trabalho com o mito e com o real maravilhoso, trabalho esse que será focalizado neste artigo por meio da análise do conto “Alfredo”.


Palavras-chave


Insólito; real maravilhoso; mito.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria da Piedade Eça de. Mito: metáfora viva?. In: MORAIS, Regis (Org.). As razões do mito. Campinas: Papirus, 1988, p. 59-67.

BÍBLIA Português. Bíblia sagrada. Tradução da CNBB. São Paulo: Canção Nova, 2010.

BINI, Edson. Introdução: lobo e lobisomem. In: ___ (Org.). Homens, lobos e lobisomens. São Paulo: Marco Zero, 2004.

CAMPBELL, Joseph. O poder do mito. Trad. Carlos Felipe Moisés. São Paulo: Palas Athena, 1992.

CAMUS, Albert. O mito de Sísifo. Trad. Ari Roitman; Paulina Watch. Rio de Janeiro: Record, 2013.

CANDIDO, Antonio. A nova narrativa. In: A educação pela noite. Ouro sobre Azul: Rio de Janeiro, 2006, p. 241-260.

CARPENTIER, Alejo. Do real maravilhoso americano. In: ___. A literatura do maravilhoso. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais; Edições Vértice, 1987.

CARPENTIER, Alejo. Prefácio. O reino deste mundo. Trad. Marcelo Tápia. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

CARVALHO, Sílvia Maria S. de. Jurupari: estudos de mitologia brasileira. São Paulo: Ática, 1979.

CHIAMPI, Irlemar. O realismo maravilhoso. São Paulo: Perspectiva, 1980.

CORTÁZAR, Julio. Valise de Cronópio. Trad. Davi Arrigucci Jr.; João Alexandre Barbosa. São Paulo: Perspectiva, 2006.

COVIZZI, Lenira Marques. O insólito em Guimarães Rosa e Borges. São Paulo: Editora Ática, 1978.

ESTEVES, Antonio Roberto; FIGUEIREDO, Eurídice. Realismo mágico e Realismo maravilhoso. In: FIGUEIREDO, Eurídice. Conceitos de literatura e cultura. Niterói; Juiz de Fora: EDUFF, EDUFJF, 2010, p. 393-414.

FIGUEIREDO, José. Dicionário de Mitologia. Rio de Janeiro: Irmãos Pongetti, 1961.

FRANÇA, Luciano Maciel Galvão de. Lobisomem: O mito, a crença e o fetiche em Joanópolis-SP. Disponível em: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2012/anais/arquivos/1076_0907_01.pdf. Acesso em março de 2016.

FRANZIM, Mariana Silva. O caráter insólito da escrita rubiana: diálogos a partir de “Marina, a intangível”. 2015.136 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Centro de Letras e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Londrina, Paraná.

FREUD, Sigmund. O inquietante. In: ___. História de uma neurose infantil (O homem dos lobos): além do princípio do prazer e outros textos. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 328-376.

GAMA-KHALIL, Marisa Martins. O boto e sua sogra: o mito e o real maravilhoso. In: ALBUQUERQUE, G. R.; NENEVÉ, M.; SAMPAIO, S. M. G.; (Orgs.). Literaturas e Amazônias: colonização e descolonização. Rio Branco: Nepan Editora, 2015, p. 125-43.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura: uma teoria do efeito estético - vol. 2. Trad. Johannes Kreschmer. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LOPES NETO, João Simões, Lendas do Sul, Rio Grande do Sul, 1913.

JOLLES, André. Formas simples. Trad. Álvaro Cabral. São Paulo: Cultrix, 1976.

MELDAU, Débora Carvalho. Heterocromia. Disponível em: http://www.infoescola.com/genetica/heterocromia. Acesso em maio de 2016.

MORAES, Marco Antonio de (Org.). Mário e o pirotécnico aprendiz: cartas de Mário de Andrade e Murilo Rubião. Belo Horizonte: Ed. UFMG; São Paulo: Giordano, 1995.

MOSELHY, H. F. Lycanthropy: new evidence of its origin. Psychopathology. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10364725?dopt=Abstract, fevereiro de 2016.

PARAFITA, Alexandre. A mitologia dos mouros. Porto: Gailivro, 2006.

RUBIÃO, Murilo. Obra completa. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

RUBIÃO. Murilo. O pirotécnico Zacarias. São Paulo: Ática, 1986.

SCHOLES, Robert & KELLOGG, Robert. A natureza da narrativa. Trad. Gert Meyer. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1977.

SILVEIRA, Nubia. Julio Cortázar, um homem amável que gostava de escrever cartas. Disponível em: http://www.sul21.com.br/jornal/julio-cortazar-um-homem-amavel-que-gostava-de-escrever-carta. Acesso em novembro de 2012.

SPERBER, Suzi Frankl. Fição e razão: uma retomada das formas simples. São Paulo: Aderaldo & Rothschild: FAPESP, 2009.

TOLKIEN, J. R. R. Sobre histórias de fadas. Trad. Ronald Kyrmse. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9826.literartes.2016.122501

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.