Aspectos da discussão hodierna internacional sobre a história e as origens dos contos de fadas literários

a autoria distribuída

  • André Ming Universidade de São Paulo
Palavras-chave: contos de fadas, autoria dispersa, história e origem dos contos de fadas

Resumo

A questão da autoria dos contos de fadas literários é complexa e a discussão acerca do tema dista da univocidade. Autores internacionais pouco explorados em artigos e trabalhos acadêmicos brasileiros sobre o tema, como Ruth Bottigheimer, Jack Zipes, Martus e Pabst põem em xeque o senso comum de que a autoria dessas narrativas seria essencialmente a “voz do povo” e apontam para uma autoria coletiva e, como denomina Pabst, dispersa ou distribuída para essas narrativas.

Biografia do Autor

André Ming, Universidade de São Paulo

Bacharel, licenciado, mestre e doutor em Letras pela Universidade de São Paulo.

Referências

ALMODÓVAR, A.R.; TAEGER, M. Chapeuzinho Vermelho: a verdadeira história. São Paulo: Callis, 2008.

BOTTIGHEIMER, R. Fairy tales: a new story. Nova York, Excelsior, 2009.

COELHO, N. N. O conto de fadas: símbolos, mitos, arquétipos. São Paulo: DCL, 2003.

DARNTON, R. O grande massacre dos gatos. São Paulo: Graal, 1986.

MARTUS, S. Die Brüder Grimm: eine Biographie. Berlim: Rowohlt, 2009.

PABST, S. Zerstreute Autorschaft: Anonymität als Autorisierungsfunktion Grimmscher Märchen. Fabula, 55 (1/2), 2014, p. 135-152.

VOLOBUEF, K. Os Irmãos Grimm e as raízes míticas dos contos de fadas. In: VOLOBUEF, K.; ALVAREZ, R. G. H.; WIMMER, N. (Orgs.). Dimensões do fantástico, mítico e maravilhoso. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011, p. 47-61.

ZIPES, J. Fairy tale as myth, myth as fairy tale. Lexington: University Press of Kentucky, 1994.

Publicado
2019-12-17
Como Citar
MING, A. Aspectos da discussão hodierna internacional sobre a história e as origens dos contos de fadas literários. Literartes, v. 1, n. 11, 17 dez. 2019.