Entre olhares: relações entre literatura e cinema

  • Joana Marques Ribeiro
Palavras-chave: literatura, cinema, leitura, foco narrativo, olhar

Resumo

O presente artigo propõe uma reflexão acerca das aproximações entre literatura e cinema em nossa contemporaneidade, tendo como corpus de análise o filme O Labirinto do Fauno (2006), de Guillermo Del Toro. Primeiramente, procuraremos definir a relação existente entre a arte literária e a cinematográfica na obra. Em seguida, aprofundaremos a leitura observando as especificidades de cada forma narrativa (literária e cinematográfica) e seu entrelaçamento, tendo como fio condutor de nossa análise o foco narrativo que constitui a obra. A escolha do elemento da narratividade e da construção do ponto de vista em nosso estudo deve-se ao fato de que a tematização do “olhar”, a nosso ver, constitui não apenas o próprio princípio de narração do filme e o diálogo entre literatura e cinema proposto pela obra, como, de maneira simbólica, representa a complexa discussão das relações entre essas artes em nossa sociedade atual.

Biografia do Autor

Joana Marques Ribeiro
Mestre na área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela faculdade de Letras da FFLCH-USP. Integrante do grupo de pesquisa Produções Literárias para Crianças e Jovens (CNPq) em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela faculdade de Letras da FFLCH-USP. Professora de Língua Portuguesa e Literatura na rede particular de ensino.
Publicado
2013-10-13
Como Citar
RIBEIRO, J. Entre olhares: relações entre literatura e cinema. Literartes, n. 2, p. 92-110, 13 out. 2013.
Edição
Seção
Artigos