Produção literária infantil: o que há no ciberespacinho?

  • Penha Élida Ghiotto Tuão Ramos UENF
Palavras-chave: Público infantil, Literatura eletrônica, Literatura digital

Resumo

O presente trabalho tem por finalidade verificar as relações estabelecidas entre a mudança de suporte textual e o surgimento de uma literatura eletrônica – ou digital – dirigida ao público infantil. Para tanto, serão analisados sites com manifestações literárias tomando como critério o tipo de linguagem empregada.

Biografia do Autor

Penha Élida Ghiotto Tuão Ramos, UENF
Mestranda no curso de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), com a pesquisa: Literatura eletrônica infantil e juvenil: da virtualização à atualização no ciberespa-
cinho. elidatuao@hotmail.com

Referências

ANTONIO, Jorge Luiz. Sobre poesia digital. Disponível em: http://arteonline.arq.br/museu/ensaios/ensaiosantigos/jlantonio.htm. Acesso em: 14. mai. 2014.

BABO, Maria Augusta. O hipertexto como nova forma de escrita. In: Süssekind, Flora. (Org.) Historiografia literária e as técnicas da escrita: do manuscrito ao hipertexto. Rio de Janeiro: Vieira e Lent, 2003.

BASEIO, Maria Auxiliadora; CUNHA, Maria Zilda da. Tecnologias e literatura para crianças. Revista Literartes, São Paulo, 2012. Sessão artigos. Disponível em: http://revistas.usp.br/literartes/issue/view/3922/showToc. Acesso em: 3 jul. 2014. p. 1-11.

CLÉMENT, Jean. Do livro ao texto: As implicações intelectuais da edição eletrônica. In: Süssekind, Flora. (Org.). Historiografia literária e as técnicas da escrita: do manuscrito ao hipertexto. Rio de Janeiro: Vieira e Lent, 2003.

CUNHA, Maria Zilda da. Na tessitura dos signos contemporâneos: novos olhares para a literatura infantil e juvenil. São Paulo: Editora Humanitas; Paulinas, 2009.

CUNHA, Léo. O ciberespaço nas páginas do livro infantojuvenil. Revista Literartes, São Paulo, 2012. Sessão artigos. Disponível em: http://revistas.usp.br/literartes/issue/view/3922/showToc. Acesso em: 3 jul. 2014. p. 1-13.

HAYLES, Katherine. Literatura eletrônica: novos horizontes para o literário. São Paulo: Global: Fundação Universidade de Passo Fundo, 2009.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? Tradução de Paulo Neves. São Paulo: editora 34, 1996.

VILLAÇA, Nízia. Impresso ou eletrônico: um trajeto de leitura. Rio de Janeiro:Mauad, 2002.

Publicado
2014-12-30
Como Citar
RAMOS, P. ÉLIDA. Produção literária infantil: o que há no ciberespacinho?. Literartes, n. 3, p. 68-81, 30 dez. 2014.
Edição
Seção
Artigos