Daniel Munduruku e Ciça Fittipaldi: uma parceria em busca da alteridade

  • Andréa Castelaci Martins FFLCH-USP
Palavras-chave: Alteridade, Daniel Munduruku, Ciça Fittipaldi, Literatura Infantil, Fábula

Resumo

Este artigo apresenta, por meio de uma breve análise da obra As Peripécias do Jabuti escrita pelo autor indígena Daniel Munduruku e ilustrada por Ciça Fittipaldi, como se configura o movimento de diálogo entre culturas e hibridismo cultural na busca pela alteridade no que tange ao discurso verbal e não verbal e ao tratamento da própria temática indígena.

Biografia do Autor

Andréa Castelaci Martins, FFLCH-USP
Mestre em Estudos Comparados de Literatura de Língua Portuguesa-USP, com o título: Olhar indígena e olhar indigenista para a literatura infantil brasileira – Representações da temática indígena por Ciça Fittipaldi e Daniel Munduruku.

Referências

ABDALA JR, Benjamin. Literatura, história e política: literaturas de língua portuguesa no Século XX. São Paulo: Ateliê Editorial, 2007.

______ Fronteiras Múltiplas, Identidades Plurais: Um Ensaio Sobre Mestiçagem e Hibridismo Cultural. São Paulo: Senac, 2002.

______ Literatura Comparada e Relações Comunitárias, hoje. São Paulo: Ateliê Editorial, 2012.

ARROYO, L. Literatura Infantil Brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1990.

______ Literatura infantil brasileira. São Paulo: Editora UNESP, 2011.

BRANT, L. O Poder da Cultura. São Paulo: Peirópolis, 2009.

CASCUDO, L. C. Literatura Oral no Brasil. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 1984.

COELHO. N.N. Literatura Infantil– teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000.

JOLLES, A. Formas Simples. São Paulo: Cultrix,s/d.

MUNDURUKU D. & FITTIPALDI, M.C.V. As Peripécias do Jabuti. São Paulo: Mercuryo Jovem, 2007.

Publicado
2014-12-30
Como Citar
MARTINS, A. Daniel Munduruku e Ciça Fittipaldi: uma parceria em busca da alteridade. Literartes, n. 3, p. 109-121, 30 dez. 2014.
Edição
Seção
Artigos