Blackout Poetry: uma poética do corte como rasura

  • Vinicius Carvalho Pereira Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) / Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem
Palavras-chave: blackout poetry, corte, rasura, poesia experimental

Resumo

O presente artigo discute a poética do corte perpetrada por Austin Kleon no seu projeto de blackout poetry, em que poemas experimentais são produzidos a partir da rasura de notícias de jornal. Apresentando similaridades com a proposta de Tristan Tzara no último manifesto dadaísta, os poemas em blecaute põem em questão uma produção artística que se dá por excisão, e não por adição, o que subverte os paradigmas mais tradicionais de interpretação de textos literários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Carvalho Pereira, Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) / Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Doutor e Mestre em Ciência da Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Bacharel e Licenciado em Letras Português-Inglês pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).

Publicado
2018-03-14
Como Citar
Pereira, V. (2018). Blackout Poetry: uma poética do corte como rasura. Literatura E Sociedade, 22(24), 78-93. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i24p78-93
Seção
Ensaios