“Uma história das ideias em vez de uma história do mundo” – a dimensão da formação em O homem sem qualidades

  • Érica Gonçalves de Castro Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Robert Musil, Romance de formação, Romance moderno, Ensaísmo, Reflexão.

Resumo

Para Robert Musil, “o Bildungsroman de uma ideia é o romance enquanto tal”. Partindo dessa premissa, o artigo demonstra como sua obra principal, o romance O homem sem qualidades, redimensiona a noção tradicional de formação (Bildung) à luz das exigências do presente, atribuindo ao processo reflexivo da personagem uma importância muito maior do que a mera narração de eventos. Ao acompanhar a aventura intelectual de uma personagem que procura ampliar as possibilidades de existência a partir da representação de uma experiência real de vida, o leitor é convidado a participar do esforço formativo do herói, e a engajar-se numa nova modalidade de reflexão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Érica Gonçalves de Castro, Universidade de São Paulo (USP)

Érica Gonçalves de Castro é doutora em Literatura Alemã pela Universidade de São Paulo. Possui pós-doutorados em Teoria Literária (2013) e Filosofia (2016) pela mesma universidade. É autora de A aprendizagem da crítica. Literatura e história em Walter Benjamin e Antonio Candido (Intermeios, 2014). Contato: ericastro@yahoo.com

Como Citar
de Castro, Érica. (1). “Uma história das ideias em vez de uma história do mundo” – a dimensão da formação em O homem sem qualidades. Literatura E Sociedade, 23(27), 95-113. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i27p95-113
Seção
Dossiê