Poesia recupera Amor

  • Maria Aparecida Barbosa Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Palavras-chave: Bildungsroman, Heinrich von Ofterdingen, Novalis, Flor Azul, Romantismo, Poesia

Resumo

A fim de compartilhar o fórum de reflexões literárias concernentes ao Bildungsroman, o artigo que apresento resulta da minha pesquisa sobre a literatura de Novalis, a partir da compreensão dos contextos e debates poéticos que concernem à composição de Heinrich von Ofterdingen, romance que permaneceu inconcluso e passível de interpretações dos manuscritos e da crítica dos prototextos, após a morte do escritor. A essa incompletude circunstancial soma-se a do caráter específico do gênero textual romance composto de abstrações de valores morais, religiosos e de personificações dos elementos do mundo orgânico e inorgânico, o que pressupõe a ocorrência de uma alegoria literária. Considerando a complexidade do texto, este estudo desencadeia a leitura crítica com os primeiros comentários identificadores resultantes da leitura atentiva, visando a tradução, a descrição, a análise e a interpretação de um fenômeno poético mais amplo, o Romantismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Aparecida Barbosa, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Maria Aparecida Barbosa é professora associada do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da Universidade Federal de Santa Catarina. Tradutora de literatura de expressão alemã. Mestrado e doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina, sob a orientação do Prof. Dr. Sérgio Luiz Rodrigues de Medeiros. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, atua principalmente no âmbito da linguagem poética em prosa e poesia, na Literatura Comparada, nas Literaturas Estrangeiras Modernas. Membro do Programa de Pós-Graduação em Literatura da UFSC com o projeto de pesquisa: Circuito de formas e sentidos.

Publicado
2018-12-06
Como Citar
Barbosa, M. (2018). Poesia recupera Amor. Literatura E Sociedade, 23(28), 44-53. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i28p44-53
Seção
Dossiê