O capítulo 19 de São Bernardo: fusão, transfusão, confusão

  • Erwin Torralbo Gimenez Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Graciliano Ramos, São Bernardo, Carpeaux, Realismo deformador, Derrelição

Resumo

O estudo procura observar, em termos críticos, os traços do realismo deformador em São Bernardo, de Graciliano Ramos. Centra-se, para tanto, na análise de um fragmento: o capítulo 19. Como núcleo das tensões que caracterizam o romance, tal passagem apanha na forma o movimento dramático entre a matéria e o sujeito sob uma perspectiva desfi-guradora. Em seu desenho, o capítulo apreende a síntese de todo o enredo com três lan-ces: perplexidade na enunciação das vivências; embaralhamento dos tempos em estado de delírio; volta sem escape ao escuro presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erwin Torralbo Gimenez, Universidade de São Paulo (USP)

Erwin Torralbo Gimenez é professor de Literatura Brasileira na Universidade de São Paulo. Gra-duado e Doutor em Letras também pela USP, é autor de artigos acadêmicos, como "Graciliano Ramos, uma poética da insignificância" (Revista do Instituto de Estudos Avançados), e organi-zou, com Beth Ramos, a edição comemorativa dos 80 anos do romance Caetés.

Publicado
2018-12-06
Como Citar
Gimenez, E. (2018). O capítulo 19 de São Bernardo: fusão, transfusão, confusão. Literatura E Sociedade, 23(28), 183-193. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i28p183-193
Seção
Dossiê