Antonio Candido Leitor de Marcel Proust: ou o Realismo como Teoria Literária

  • Ronaldo Tadeu Souza Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Antonio Candido, Marcel Proust, romance, realismo, teoria literária

Resumo

O presente artigo tem como objetivo interpretar a leitura empreendida por Antonio Candido daquele que para muitos foi seu escritor preferido, o francês Marcel Proust. Com o ensaio "Realidade e realismo" (via Proust) nosso crítico a partir do autor do Em busca do tempo perdido nos oferece uma modalidade sugestiva e singular de realismo enquanto teoria literária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronaldo Tadeu Souza, Universidade de São Paulo (USP)

Ronaldo Tadeu de Souza possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004), mestrado em Ciências Sociais também pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Área de Concentração - Política) (2008) e doutorado na Área de Teoria Política no Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo - USP (2017). Foi professor de sociologia do direito no Centro Universitário Unifieo de 2009 a 2013 e de teoria política no Curso de Extensão da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo em 2017. Minhas pesquisas estão concentradas em: teoria política moderna e contemporânea com enfase em Hannah Arendt, Leo Strauss, Giorgio Agamben e Seyla Benhabib; teoria das ciências humanas, teoria democrática contemporânea com foco em Joseph Schumpeter e pensamento político e social brasileiro.

Publicado
2019-09-19
Como Citar
Souza, R. (2019). Antonio Candido Leitor de Marcel Proust: ou o Realismo como Teoria Literária. Literatura E Sociedade, 24(29), 241-262. https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i29p241-262
Seção
Ensaios