Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A filosofia do mictório – considerações sobre o romance O Casamento (1967), de Nelson Rodrigues

João Gabriel Mostazo Lopes

Resumo


Este ensaio procura traçar, através da análise do romance O Casamento (1967), de Nelson Rodrigues, algumas linhas de força para pensar a existência de diferentes projetos de modernidade na literatura brasileira da primeira metade do século XX. A análise se concentra sobretudo no romance de Nelson Rodrigues, e aposta na obra do autor como representativa de um projeto distinto, e mesmo oposto, à tradição inaugurada sobretudo pelo Modernismo paulista. Para isso, procuramos ler o romance e as questões que ele levanta em comparação com o Manifesto Antropófago (1928) de Oswald de Andrade, lançando mão ainda, quando é conveniente à ampliação da discussão, de um atravessamento por conceitos da psicanálise lacaniana para pensar não apenas os dois autores em questão, mas a corrente de influências que as suas obras tiveram ao longo do século passado sobre a literatura e a cultura brasileiras.


Palavras-chave


Nelson Rodrigues; Oswald de Andrade; antropofagia; carnaval; ritual; obsceno

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2448-1769.mag.2016.126763

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 João Gabriel Mostazo Lopes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.