A estrutura genética das entificações comunitárias

  • Eduardo Yuji Yamamoto Universidade Estadual do Centro-Oeste

Abstract

Pensadores de tradição heideggeriana como Jean-Luc Nancy e Roberto Esposito, através de conceitos como ser-em-comum e communitas, sugerem uma ontologia fundamental da comunidade (Mitsein). Essa ontologia, entretanto, tem gerado dificuldade interpretativa e operacional em virtude do paradigma subjetivista que se antepõe à sua leitura. O objetivo deste texto é redescrever tal ontologia a partir de um deslocamento: da metafísica heideggeriana ao campo da “imanência absoluta” (Deleuze). Esse deslocamento, além de permitir estruturalizar e conferir operacionalidade comunicacional à referida ontologia, possibilita a observação de novos fenômenos políticos, a exemplo daqueles viabilizados pelos atuais dispositivos técnicos de comunicação

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Eduardo Yuji Yamamoto, Universidade Estadual do Centro-Oeste
Doutor em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor e pesquisador da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro – PR). Atualmente trabalha com projetos de extensão universitária e de pesquisa em comunicação comunitária
Published
2015-12-07
How to Cite
Yamamoto, E. (2015). A estrutura genética das entificações comunitárias. MATRIZes, 9(2), 257-271. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v9i2p257-271
Section
Em Pauta/Agenda