Da diáspora às etnopaisagens: diversidade e pertencimento nas migrações transnacionais

Palavras-chave: Migração, diáspora, etnopaisagem, pertencimento

Resumo

A discussão neste artigo se articula a experiências de pesquisas de campo realizadas em quatro cidades brasileiras, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, entre 2011 e 2015, tendo como fio condutor as negociações por pertencimento realizadas pelas comunidades de imigrantes contemporâneas no Brasil. A partir de questões levantadas por Stuart Hall em “Pensando a diáspora”, principalmente a questão da diáspora caribenha, discutimos a negociação dos novos pertencimentos e o desejo imaginário ao retorno à terra deixada. Explorar essa tensão é o objetivo deste artigo, trazendo o debate para as novas comunidades de imigrantes no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sofia Cavalcanti Zanforlin, Universidade Católica de Brasília

Professora do PPGCOM e da graduação da Universidade Católica de Brasília. Doutora em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011), mestre em Comunicação pela Universidade de Brasília (2004) e graduada em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (2001). Autora dos livros Etnopaisajes en las Metrópolis Brasileñas - migración, comunicación y sentimiento de pertenencia (Editorial UOC, 2016), resultado da pesquisa de doutorado, e Rupturas Possíveis: Representação e Cotidiano na série televisiva Os Assumidos (Queer as Folk), (Editora Annablume, 2005) Pesquisadora associada do NIEM - Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios (UFRJ) e do NEMP, Núcleo de Estudos sobre Mídia e Politica, vinculado ao Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares - CEAM da UnB. Vice- coordenadora do Grupo de Trabalho - Diaspora and Media - do International Association of Media and Communication Research, IAMCR. Desenvolve pesquisas com interface entre a episteme comunicacional, migrações e diásporas contemporâneas, trocas e experiências entre culturas local e global. Consumo cultural, cosmopolitismos e construção dialógica de diversidades. Comunicação intercultural, negociação de pertencimentos, cidadania, e as interferências culturais no espaço urbano. Usos e apropriações das Tecnologias de Informação e Comunicação, as TICs, e produção de discursos, contra-discursos e resistências; mediações interpessoais e transnacionais. Identidades, alteridades, subjetividades. Mídia, imaginários, hegemonia e contra-hegemonia. Direito à cidade, direito à diferença e cultura das minorias. Movimentos sociais, estudos culturais, etnicidade e gênero.

Publicado
2016-12-23
Como Citar
Zanforlin, S. (2016). Da diáspora às etnopaisagens: diversidade e pertencimento nas migrações transnacionais. MATRIZes, 10(3), 189-202. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v10i3p189-202
Seção
Stuart Hall e as margens