A propósito de cultura e representação

Palavras-chave: Stuart Hall, Estudos Culturais, representação

Resumo

O recém-lançado Cultura e representação, de Stuart Hall, traz dois longos artigos origináriosde cursos oferecidos pelo intelectual jamaicano na The Open University, em Londres, na década de 1990: o primeiro apresenta a versão do autor para a denominada “virada linguística” nos estudos da “representação” no âmbito da cultura desde o estruturalismo saussuriano até Michel Foucault; no segundo, a partir de um repertório de imagens que abarcam mais de um século, Hall expõe e analisa a constituição e naturalização, na mídia, do nexo entre diferença racial e subalternização do corpo negro. São duas contribuições lúcidas, bem fundamentadas e generosas para os estudos de cultura entre nós.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eneida Leal Cunha, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Professora Titular de Literatura Brasileira da Universidade Federal da Bahia e pesquisadora do CNPq. Desde 2011 é Professora Associada na PUC-Rio. Integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais do CEFET-RJ.

Referências

HALL, S. Estudos culturais e seu legado teórico. In: SOVIK, L. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: UFMG, 2003. p. 199-218.

Publicado
2016-12-23
Como Citar
Cunha, E. (2016). A propósito de cultura e representação. MATRIZes, 10(3), 219-224. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v10i3p219-224
Seção
Resenhas de livros