A ética nas famílias contemporâneas:

a alteridade radical no filme Boyhood

Palavras-chave: Ética, família, contemporaneidade, análise fílmica, Boyhood

Resumo

O artigo investiga a ética nas famílias contemporâneas a partir das contribuições do pensamento de Emmanuel Lévinas, utilizando como suporte a análise do filme Boyhood – da infância à juventude, de 2014. Apresenta como problema de partida as mudanças experimentadas nas sociedades contemporâneas, principalmente no que diz respeito às relações de confiança, com alterações nas experiências de tempo e espaço, e na perspectiva de administração da vida. O filme Boyhood permite visualizar momentos de reprodução dos esquemas sociais mais abrangentes reiterados pela família, bem como os momentos de impugnação destes mesmos esquemas, apresentando um sentido ético tal como preconizado por Lévinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caio Monteiro Silva, Universidade Federal do Ceará

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Ceará (UFC).

José Célio Freire, Universidade Federal do Ceará

Professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC), Departamento de Psicologia e Programa de Pós-Graduação em Psicologia.

Marcio Acselrad, Universidade de Fortaleza
  Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor) e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFC. Professor titular da Universidade de Fortaleza. 

Referências

Beltrão, P. C. (1970). Sociologia da família contemporânea. Petrópolis, RJ: Vozes.

Berger, P. L. & Luckman, T. (1998). A construção social da realidade. Petrópolis, RJ: Vozes.

Fridman, L. C. (2000). Vertigens pós-modernas: Configurações institucionais contemporâneas. Rio de Janeiro, RJ: Relume Dumará.

Geertz, C. (1989). A interpretação das culturas. Rio de Janeiro, RJ: Livros Técnicos e Científicos.

Giddens, A. (1991). As consequências da modernidade. São Paulo, SP: Unesp.

Giddens, A. (1993). A transformação da intimidade: Sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo, SP: Unesp.

Giddens, A. (2012). A vida em uma sociedade pós-tradicional. In A. Giddens, & S. Lash & U. Beck (Eds.), Modernização reflexiva: Política, tradição e estética na ordem social moderna (pp. 89-166). São Paulo, SP: Editora Unesp, 2012.

Lévinas, E. (1980). Totalidade e infinito. Lisboa: Edições 70.

Lévinas, E. (1982). Ética e infinito. Lisboa: Edições 70.

Lévinas, E. (1991). Transcendência e inteligibilidade. Lisboa: Edições 70.

Lévinas, E. (2009). Entre nós: Ensaios sobre alteridade. Petrópolis, RJ: Vozes.

Lévinas, E. (2011). De outro modo que ser ou para lá da essência. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa.

Linklater, R. (Produtor & Diretor). (2014). Boyhood: Da infância à juventude [filme]. Nova York, NY: Universal Pictures.

Publicado
2019-04-30
Como Citar
Silva, C., Freire, J., & Acselrad, M. (2019). A ética nas famílias contemporâneas:. MATRIZes, 13(1), 255-278. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i1p255-278
Seção
Em Pauta/Agenda