Television and Brazilian political culture

the “mandonismo” in the soap operas Renascer and O Rei do Gado

Keywords: Soap opera, Television style, Land, Cultural matrices

Abstract

Based on an analysis of the television style, this study explores the presence of power and oppression relationships in scenes taken from the soap operas Renascer (1993) and O Rei do Gado (1996). The objective is to discover how these relationships can offer the audience a visual experience of the land and its cultural matrix. We conclude that there are different approaches in both soap operas: while in Renascer the deal with the Devil reveals a blend of the origins of “mandonismo” and marvelous realism, in O Rei do Gado negotiations between farmers and landless reveal land policies, the personification of power, and the unfinished nature of agrarian reform.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Reinaldo Maximiano Pereira, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
 
Simone Maria Rocha, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

É professora Associada do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais onde realizou seu estágio pós-doutoral (2005). Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999) e graduada em Sociologia por esta mesma instituição (1997). Graduada em Relações Públicas pela Pontifícia Universidade Católicas de Minas Gerais (1994). Atualmente é líder do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cultura em Televisualidades (COMCULT) do PPGCOM/UFMG. Mantém interesse nas seguintes áreas: poética televisual; estudos de cultura visual, estudos de televisão no Brasil e na América Latina, televisualidades e tecnidades, teoria social crítica latino-americana; modernidade e cultura política na América Latina.

References

BAZIN, A. Will CinemaScope save the film industry? In: ______. Bazin at work: major essays and reviews from the forties and fifties. Translated from the French by Alain Piette and Bert Cardullo. New York: Routledge, 1997. p. 77-92

BORDWELL, D. Figuras traçadas na luz: a encenação no cinema. Tradução Maria Luiza Machado Jatobá. Campinas: Papirus, 2008.

BRUNNER, J. J. Un espejo trizado: ensayo sobre cultura y políticas culturales. Santiago de Chile: Flacso, 1988.

BRUNNER, J. J. Notes on modernity and postmodernity in Latin American culture. Boundary 2, New York, v. 20, n. 3, p. 34-54, 1993. DOI: 10.2307/303339

BRUNNER, J. J. Tradicionalismo y modernidad en la cultura latinoamericana. In: HERLINGHAUS, H.; WALTER, M. (Orgs.). Posmodernidad en la periferia: enfoques latinoamericanos de la nueva teoría cultural. Berlin: Langer, 1994. p. 48-82.

BUTLER, J. G. Television style. New York: Routledge, 2010.

CANCLINI, N. G. Culturas híbridas. Tradução Ana Regina Lessa e Heloisa Pezza Cintrão. São Paulo: Edusp, 1997.

CARROL, N. Film form: an argument for a functional theory of style in the individual film. In: ______. Engaging the moving image. New Haven: Yale University, 2003. p. 124-145.

CARVALHO, J. M. Mandonismo, coronelismo, clientelismo: uma discussão conceitual. Dados, Rio de Janeiro, v. 40, n. 2, 1997. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0011-52581997000200003

CHIAMPI, I. O realismo maravilhoso: forma e ideologia no romance hispanoamericano. São Paulo: Perspectiva, 1980.

HERLINGHAUS, H.; WALTER, M. (Orgs.). Posmodernidad en la periferia: enfoques latinoamericanos de la nueva teoría cultural. Berlin: Langer, 1994.

JANVRY, A.; SADOULET, E. Land reform in Latin American: ten lessons toward a contemporary agenda. University of California, Berkeley, June 2002. Available at: <https://goo.gl/yAzvxn>. Access: 29 June 2018.

LEAL, V. N. Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime representativo no Brasil. 3. ed. São Paulo: Nova Fronteira, 1997.

LOPES, M. I. V. (Org.). Telenovela: internacionalização e interculturalidade. São Paulo: Loyola, 2004.

MARTÍN-BARBERO, J. Narraciones sociales y mediación intercultural: el trabajo intermediador de Hermann Herlinghaus. Nómadas, Bogotá, n. 20, p. 26-35, 2004.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Tradução de Ronald Polito e Sérgio Alcides. 6. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2009.

MARTÍN-BARBERO, J.; HERLINGHAUS, H. Contemporaneidad latino-americana y análisis cultural: conversaciones al encuentro de Walter Benjamin. Madrid: Iberoamericana, 2000.

MEMÓRIA GLOBO. Autores: história da teledramaturgia. São Paulo: Globo, 2008. v. 1.

MITTELL, J. Television and American Culture. New York: OUP, 2010.

MORIN, E. Cultura de massas no século XX: o espírito do tempo. Tradução Agenor Soares Santos. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 2002.

O REI do gado. Criação: Benedito Rui Barbosa, Edmara Barbosa e Edilene Barbosa. Direção: Luiz Fernando Carvalho. Elenco: Antônio Fagundes, Jackson Antunes e outros. Rio de Janeiro: Rede Globo, 1996. 60 min, 209 capítulos, cor.

PEREIRA, R. M. Um bocadinho de chão: uma investigação sobre as televisualidades da terra e suas matrizes culturais em telenovelas de Benedito Ruy Barbosa. 2018. 183 f. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

PUCCI JUNIOR, R. L. Inovações estilísticas na telenovela: a situação em Avenida Brasil. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 12., 2013, Salvador. Anais eletrônicos… Salvador: Compós, 2013. Disponível em: <https://goo.gl/31tm4R>. Acesso em: 27 out. 2014.

RENASCER. Criação: Benedito Rui Barbosa, Edmara Barbosa e Edilene Barbosa. Direção: Luiz Fernando Carvalho. Elenco: Antônio Fagundes, Osmar Prado e outros. Rio de Janeiro: Rede Globo, 1993. 50 min, 213 capítulos, cor.

RICHARD, N. Latinoamérica y la posmodernidad. Escritos, Revista del Centro de Ciencias del Lenguaje, Puebla, n. 13-14, p. 271-220, jan./dez. 1996.

ROCHA, S. M. Desenvolvimento tecnológico, estilo televisivo e telenovelas: possíveis reconfigurações do gênero na produção de Gabriela. Galáxia, São Paulo, n. 29, p. 180-194, jun. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1982-25542015119029

ROCHA, S. M. O estilo televisivo e sua pertinência para a TV como prática cultural. Florianópolis: Insular, 2016.

ROCHA, S. M. Estudios visuales y estilo televisivo: porque no existen medios puramente visuales. Chasqui. Revista Latinoamericana da Comunicación, Quito, n. 135, p. 297-316, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.16921/chasqui.v0i135.2920

ROCHA, S. M.; ALVES, M. L. C. O estilo do Realismo Maravilhoso na figuração da política da diferença em Saramandaia. In: MARTINO, L. M. S.; MARQUES, A. C. S. (Orgs.). Teorias da comunicação: processos, desafios e limites. São Paulo: Plêiade, 2015. p. 63-90.

ROCHA, S. M.; PUCCI JUNIOR, R. L. Televisão: entre a metodologia analítica e o contexto cultural. São Paulo: A Lápis, 2016.

SANTANA, G; PUCCI JUNIOR, R. L. As estratégias sincréticas da narrativa da minissérie Suburbia. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO, 13., 2014, Belém. Anais… Belém: Compós, 2014. Disponível em <https://goo.gl/hqEvmB>. Acesso em: 27 out. 2014.

SARLO, B. Modernidade periférica: Buenos Aires 1920 e 1930. Tradução de Júlio Pimentel Pinto. São Paulo: Cosac & Naify, 2010.

THOMPSON, K. Storytelling in film and television. Cambridge; London: Harvard University, 2003.

VILLALOBOS, F. C. Matrices culturales: pluralidad, emoción y reconocimiento. Anthropos: Huellas del Conocimiento, Barcelona, n. 219, p. 173-179, 2008.

WILLIAMS, R. Televisão: tecnologia e forma cultural. Tradução Márcio Serelle e Mário Francisco Ianni Viggiano São Paulo: Boitempo; Belo Horizonte: PUC, 2016.

Published
2018-08-29
How to Cite
Pereira, R., & Rocha, S. (2018). Television and Brazilian political culture. MATRIZes, 12(2), 259-280. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v12i2p259-280
Section
Em Pauta/Agenda