Comunicação, história e memória:

diálogos possíveis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i1p13-25

Palavras-chave:

Comunicação, história, memória, esquecimento, epistemologia

Resumo

O artigo reflete sobre os possíveis diálogos entre a comunicação, a história e a memória, tendo como fio condutor uma carta ditada por uma escrava no século XIX. Nota que esse documento representa um emblemático diálogo entre a comunicação e a história, sendo um ato de comunicação entre múltiplos atores. Discute as temporalidades na comunicação e na história, os atos narrativos que ambas produzem e o esfacelamento contemporâneo da articulação entre passado, presente e futuro, notando que a historicidade é governada hoje pela ação midiática. Ao fim, aborda a problemática da memória e sua presença no universo da comunicação e da história, refletindo sobre os múltiplos esquecimentos relacionados à escravidão no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marialva Carlos Barbosa, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense, é professora titular da UFRJ e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da mesma universidade. Pesquisadora 1 do CNPq. Publicou, entre outros, História da comunicação no Brasil (Vozes, 2013).

Referências

Barbosa, M. (2013). História da comunicação no Brasil. Petrópolis: Vozes.

Barbosa, M. (2016). Escravos e o mundo da comunicação. Rio de Janeiro: Mauad X.

Bloch, M. (n.d.). Introdução à história. Lisboa: Publicações Europa-América.

Chartier, R. (2009). A história ou a leitura do tempo. Belo Horizonte: Autêntica.

Collingwood, R. G. (2001). A ideia de história. Lisboa: Presença.

Hartog, F. (2014). Regimes de historicidade: presentismo e experiências do tempo. Belo Horizonte: Autêntica.

Heller, A. (1993). Uma teoria da história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Huyssen, A. (2014). Cultura do passado-presente. modernismos, artes visuais, políticas da memória. Rio de Janeiro: Contraponto/Museu de Arte do Rio.

Malerba, J. (2006). A história escrita: teoria e história da historiografia. São Paulo: Contexto.

Nora, P. (1993). Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, 10, 7-28.

Ricoeur, P. (2007). A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp.

Rousso, H. (1996). O arquivo ou o indício de uma falta. Revista Estudos Históricos, 10(17), 85-91.

Sodré, M. (2015). A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Rio de Janeiro: Editora Vozes.

Publicado

2019-05-02

Como Citar

Barbosa, M. C. (2019). Comunicação, história e memória:: diálogos possíveis. MATRIZes, 13(1), 13-25. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i1p13-25

Edição

Seção

Dossiê