Cidadania digital:

uma saída para a crise da política?

Palavras-chave: Cidadania, Comum, Democracia, Participação política, Redes digitais

Resumo

Na obra La cittadinanza digitale: La crisi dell’idea occidentale di democrazia e la partecipazione nelle reti digitali, Massimo Di Felice descreve duas transformações fundamentais que caracterizariam nossa época: o advento das redes digitais e a crise ambiental. Essa conjunção levaria as formas tradicionais do fazer político – eminentemente humanas – a uma certa aporia, já que agora, em um contexto de conectividade generalizada, elementos de outras naturezas – não humanas – passariam também a agir. Sua proposta à crise: reunir todos em um novo e diverso comum, a cidadania digital. Defende, para isso, uma revisão epistemológica e a formulação de um novo léxico, problematizando conceitos como sociedade, indivíduo e mesmo política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eli Borges Junior, Universidade de São Paulo

Bacharel em Comunicação Social e em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP). Doutorando e mestre em Ciências da Comunicação pela mesma instituição. Bolsista de doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): Processo n. 2016/03588-7.

Referências

Di Felice, M. (2019). La cittadinanza digitale: La crisi dell’idea occidentale di democrazia e la partecipazione nelle reti digitali. Milano: Meltemi.

Di Felice, M. (2017). Net-ativismo: da ação social para o ato conectivo. São Paulo, SP: Paulus.

Di Felice, M. (2009). Paisagens pós-urbanas: o fim da experiência urbana e as formas comunicativas do habitar. São Paulo, SP: Annablume.

Di Felice, M.; Cutolo, J.; Yanaze, L. (2012). Redes digitais e sustentabilidade: as interações com o meio ambiente na era da informação. São Paulo, SP: Annablume.

Didi-Huberman, G. (2002). L'image survivante: Histoire de l'art et temps des fantômes selon Aby Warburg. Paris: Les Éditions de Minuit.

Habermas, J. (1985) [1981]. The Theory of Communicative Action. Translated by Thomas McCarthy. vols. 1/2. Boston: Beacon Press.

Latour, B. (2018) [1994]. Esquisse d’un Parlement des choses. Écologie & politique, 56(1), 47-64. doi:10.3917/ecopo1.056.0047.

Serres, M. (2009) [1990]. Le contrat naturel. Paris: Flammarion.

Warburg, A. (1999) [1927]. Texte de clôture du séminaire sur Jacob Burckhardt. Les Cahiers du Musée national d'Art moderne, n. 68, p. 21-23.

Weber, M. (1968) [1922]. Economy and society: an outline of interpretive sociology. Edited by Guenther Roth and Claus Wittich. Berkeley/Los Angeles: University of California Press.

Publicado
2019-12-26
Como Citar
Borges Junior, E. (2019). Cidadania digital:. MATRIZes, 13(3), 257-262. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i3p257-262
Seção
Resenhas de livros

Dados de financiamento