Reflexões acerca do glocal: com base no estudo semiótico da cultura

  • Franciscu Sedda Universidade de Roma La Sapienza / Universidade de Roma Tor Vergata

Resumo

É nossa proposta e contribuição reconsiderar e «atualizar» alguns dos principais conceitos da semiótica da cultura a fim de melhor compreender o processo de definição de identidades e conflitos culturais que vivemos atualmente em todo o mundo: categorias como «seu» e «do outro» (com o processo de apropriação cultural e influência), conceitos como «fronteira semiótica» e «tradução» (com o processo de crioulização e hibridização) ou, então, de «autoconsciência semiótica» podem ser realmente úteis para explicar as dinâmicas de aparecimento dos «sistemas de representações» – práticas e formas de crença, sentimento e conhecimento – que constituem os «universos de valores» e as formas de vida que fazem parte da «confrontação intercultural».

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Franciscu Sedda, Universidade de Roma La Sapienza / Universidade de Roma Tor Vergata
Professor na Universidade de Roma La Sapienza e Tor Vergata.
Publicado
2008-12-15
Como Citar
Sedda, F. (2008). Reflexões acerca do glocal: com base no estudo semiótico da cultura. MATRIZes, 2(1), 185-206. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v2i1p185-206
Seção
Em Pauta/Agenda