Narrativa e violência: a cobertura do <i>Outono Brasileiro</i> no Twitter

Autores

  • Raquel Recuero UCPEL
  • Marco Toledo Bastos Duke University
  • Gabriela Zago UFPel

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v8i2p191-217

Palavras-chave:

Twitter, parcialidade, violência, narrativa, protesto

Resumo

O artigo analisa a cobertura dos protestos que aconteceram no Brasil em Junho de 2013. Para tanto, monitoramos 2282 tweets de dez veículos jornalísticos brasileiros que cobriram os protestos e, através de uma análise de conteúdo, comparamos e identificamos mensagens com enfoque na violência gerada pelos protestos. Também comparamos esse discurso aos dados oficiais divulgados pelos veículos jornalísticos a respeito de mortos, feridos e presos em 268 protestos ocorridos no período. Os resultados indicam que a cobertura da imprensa no Twitter é bastante divergente daquela das fontes oficiais, amplificando a violência por focar sobretudo neste tópico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Recuero, UCPEL

Professora e pesquisadora do Programa de Pós Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas

Marco Toledo Bastos, Duke University

Pós-doutorando na Duke University, pós-doutor, doutor e mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil.

Gabriela Zago, UFPel

Doutoranda em Comunicação e Informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professora e pesquisadora do Curso de Design Digital da Universidade Federal de Pelotas.

Publicado

2014-12-17

Como Citar

Recuero, R., Bastos, M. T., & Zago, G. (2014). Narrativa e violência: a cobertura do <i>Outono Brasileiro</i> no Twitter. MATRIZes, 8(2), 191-217. https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v8i2p191-217

Edição

Seção

Em Pauta/Agenda