[1]
C. Freire, “O bios virtual, o local e o papel da diversidade na educação”, Matrizes, vol. 6, nº 1-2, p. 237-242, dez. 2012.