A fantástica encenação da dança macabra medieval em "Le Temps Retrouvé"

  • Luciana Persice Nogueira Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Marcel Proust, bal de têtes, fantástico, tempo, velhice

Resumo

Este artigo propõe abordar a cena do bal de têtes, momento apoteótico do romance Le Temps Retrouvé, de Marcel Proust, como um enclave do gênero fantástico na prosa proustiana. Artifício expressionista do autor para veicular o sentimento de estranhamento diante da passagem do tempo, a recorrência ao fantástico permite impregnar o texto literário de uma estética que mescla elementos da arquitetura gótica, de tendências contemporâneas vanguardistas, e do universo do teatro. Será observada a preparação, por meio de “umbrais” ao longo do tomo, para a cena, e a sequência de personagens secundários que a habitam, e desfilam diante dos olhos do narrador como atroz ciranda de vultos caquéticos, declinados em múltiplas formas de decrepitude. Seu comentário permite evidenciar a construção de uma sucessão de camadas de interpretações de atos e fatos, materializada na velhice de cada qual. Das linhas do excipit do livro depreende-se, circularmente, a inspiração inicial que orientou o projeto de escritura do romance: os estudos medievalistas que informaram o trabalho da tradução de títulos de John Ruskin, e que remetem ao estudo sobre a dança macabra feito por Emile Mâle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Persice Nogueira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora de Língua e Literaturas de Língua Francesa na UERJ. Pós-doutora em Literatura Francesa pela UFRJ.

Referências

BOZZETTO, Roger. Le fantastique dans tous ses états. Aix-en-Provence: PUP, 2001.

DANSE macabre. https://fr.wikipedia.org/wiki/Danse_macabre . Acesso em Out 2016.

KOLB, Philip (Org.). Correspondance de Marcel Proust. Vol. VII. Paris: Plon, 1980.

KOLB, Philip (Org.). Correspondance de Marcel Proust. Vol. VIII. Paris: Plon, 1981.

PROUST sa vision de Ruskin: rétrospection et passage entre les “deux côtés”, Cahiers de l’Association Internationale d’Etudes Françaises, Paris, n.66, p.279-305, 2014.

PROUST, Marcel. Le Temps Retrouvé. Ed Folio Classique. Paris: Gallimard, 1990 [1927].

PROUST, Marcel. O Tempo Recuperado. Tradução de Fernando Py. Disponível em: http://groups-beta.google.com/group/digitalsource [1997]. Acesso em: Out 2016.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Nogueira, L. (2018). A fantástica encenação da dança macabra medieval em "Le Temps Retrouvé". Non Plus, 7(14), 51-72. https://doi.org/10.11606/issn.2316-3976.v7i14p51-72
Seção
ESTUDOS LITERÁRIOS