Écrire, c'est résister

  • Dirceu Magri Universidade de São Paulo - USP. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas https://orcid.org/0000-0003-0364-5552
  • Grace Alves da Paixão Universidade Federal do Espírito Santo
Palavras-chave: Non Plus, Editorial

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dirceu Magri, Universidade de São Paulo - USP. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Possui graduação em Língua e Literatura inglesa (Licenciatura Plena) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUCCAMP (1998); mestrado em Letras (Língua e Literatura Francesa) pela Universidade de São Paulo - USP (2009) e, atualmente, é doutorando em Letras (Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês), onde, no Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), dentro da linha de pesquisa Relações Literárias Brasil-França, estuda a presença dos autores franceses do século XVIII nas crônicas machadianas e suas implicações intertextuais, com o apoio do CNPq e CAPES (séjour de recherche). É membro da SFEDS - La Société Française d'Étude du Dix-Huitième siècle e editor da Revista "Non Plus", revista discente do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em francês da FFLCH-USP. Atua principalmente nos seguintes temas: literatura francesa; Voltaire; século XVIII francês; Machado de Assis, crônica; intertextualidade.

Grace Alves da Paixão, Universidade Federal do Espírito Santo

É Bacharel e Licenciada em Letras Português e em Letras Francês pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre e Doutora em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês pela Universidade de São Paulo (USP), tendo sido orientada pela Prof.ª Dr.a. Gloria Carneiro do Amaral. Atua como Professora Adjunta II na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) desde setembro de 2013. É mãe de João Miguel da Paixão Mamede Carlos, nascido aos 20 de dezembro de 2016. Entre março de 2018 e março de 2019, realizou estágio de pós-doutoramento na Universidade Federal do Espírito Santo, sob a supervisão do Prof. Dr. Paulo Roberto Sodré, sobre a presença francesa no campo literário do Espírito Santo. Na graduação, ministra disciplinas de Língua Francesa e Literaturas em Língua Francesa e disciplinas relativas ao Ensino de FLE e estágio, além de orientar Trabalhos de Conclusão de Curso. Assessora de Língua Francesa no Núcleo de Línguas da Universidade Federal do Espírito Santo desde março de 2019. Possui experiência na gestão acadêmica, tendo atuado como Coordenadora de Cursos de Graduação (COLNEO-UFES, de 2014 a 2016) e membro de Núcleo Docente Estruturante (NDE, de 2014 a 2019). Ainda na gestão, é membro de Colegiado de Curso.

Referências

BARTHES, Roland. Oeuvres completes: 1974-1980. Paris: Éditions du Seuil, 1980.

BRADBURY, Ray. Fahrenheit 451. Tradução de Cid Knipel. Prefácio de Manuel da Costa Pinto. 2a ed. São Paulo: Globo, 2012.

Publicado
2018-12-20
Como Citar
Magri, D., & Paixão, G. (2018). Écrire, c’est résister. Non Plus, 7(14), 1-5. https://doi.org/10.11606/issn.2316-3976.v7i14p1-5
Seção
EDITORIAL