La crise de la conscience européene: 1680-1715

  • Dirceu Magri Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo - USP.
Palavras-chave: Paul Hazard, Século XVIII, Lumières

Resumo

Resenha da obra:

HAZARD, PAUL. LA CRISE DE LA CONSCIENCE EUROPÉENNE: 1680-1715. PARIS : FAYARD, 1961.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dirceu Magri, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo - USP.
Possui graduação em Língua e Literatura inglesa (Licenciatura Plena) pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUCCAMP (1998); mestrado em Letras (Língua e Literatura Francesa) pela Universidade de São Paulo - USP (2009) e, atualmente, é doutorando em Letras (Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês), onde, no Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), dentro da linha de pesquisa Relações Literárias Brasil-França, estuda a presença dos autores franceses do século XVIII nas crônicas machadianas e suas implicações intertextuais, com o apoio do CNPq e CAPES (séjour de recherche). É membro da SFEDS - La Société Française d'Étude du Dix-Huitième siècle e editor da Revista "Non Plus", revista discente do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em francês da FFLCH-USP. Atua principalmente nos seguintes temas: literatura francesa; Voltaire; século XVIII francês; Machado de Assis, crônica; intertextualidade.

Referências

Journal des Savants, 4/3/1686

Publicado
2013-04-15
Como Citar
Magri, D. (2013). La crise de la conscience européene: 1680-1715. Revista Non Plus, 2(3), 114-120. https://doi.org/10.11606/issn.2316-3976.v2i3p114-120
Edição
Seção
RESENHAS DE LIVROS