Música brasileira no Japão

Novos Compositores para um público atento

  • Dani Gurgel Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Palavras-chave: Japão, Música brasileira, Público, Mercado potencial

Resumo

Este estudo aborda o espaço para a música brasileira no Japão, em especial quanto a estilos de nicho, como música instrumental e de canções que não têm espaço na programação das rádios nacionais. O trabalho surgiu da necessidade de melhor compreender as observações empíricas de turnês anuais realizadas ao país desde 2013 pela autora, todas na posição dupla de artista e empresária musical do grupo Dani & Debora Gurgel Quarteto. Pela união de dados de pesquisas sobre a indústria musical e entrevistas com jornalistas japoneses e artistas, empresário e diplomata brasileiros, é tecida uma análise sobre o crescimento da geração musical conhecida como Novos Compositores e a importância da colaboração entre artistas para o desbravamento dos mercados artísticos internacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dani Gurgel, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Pesquisa a indústria musical em suas diversas facetas, do ponto de vista da academia e também de seu trabalho artístico nas áreas de Música e de Fotografia. Participa do grupo de pesquisa Datacracia, parte do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da ECA-USP.

Referências

ANDERSON, C. Free: grátis: o futuro dos preços. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

BUSSAB, M. Julho/2015: por que demoramos sete anos para quebrar um recorde. Blog da Tratore, São Paulo, 2015. Disponível em: <http://bit.ly/DG_tratore2015>. Acesso em: 10 jan. 2016.

CRAVO ALBIN, R. Lisa Ono. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, Rio de Janeiro, 2 jun. 2016. Disponível em: <https://bit.ly/2NMkzwK>. Acesso em: 21 jan. 2018.

DE MARCHI, L. Transformações estruturais da indústria fonográfica no brasil 1999-2009: desestruturação do mercado de discos, novas mediações do comércio de fonogramas digitais e consequências para a diversidade cultural no mercado de música. 2011. 289 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: <https://bit.ly/2CmkVIz>. Acesso em: 16 out. 2018.

______. Inovação e institucionalização na indústria fonográfica brasileira: um estudo de caso das estratégias de negócio de músicos autônomos no entorno digital. Revista Eletrônica Internacional de Economia Política da Informação da Comunicação e da Cultura, São Cristóvão, v. 14, n. 2, p. 1-22, 2012.

GURGEL, D. O novo público da indústria musical: aquele que compra ou aquele que escuta? Signos do Consumo, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 44-53, 2016.

HANADA, K. (花田勝暁). ダニ&デボラ・グルジェル・クアルテート. Latina, Tóquio, p. 14-18, 2013.

INTERNATIONAL FEDERATION OF THE PHONOGRAPHIC INDUSTRY – IFPI. IFPI Digital Music Report 2014. Zurich, 2014. Disponível em: <http://bit.ly/DG_ifpi2014>. Acesso em: 16 out. 2018.

______. IFPI Digital Music Report 2015. Zurich, 2015.

______. Global Music Report. Zurich, 2016.

INGHAM, T. Japan’s recorded music business grew last year (but only just). Music Business Worldwide, London, 27 Mar. 2017a. Disponível em: <https://bit.ly/2nAeERu>. Acesso em: 16 out. 2018.

______. Music subscriptions exploded in the US in 2016, as market generated $7.7bn. Music Business Worldwide, London, 30 Mar. 2017b. Disponível em: <https://bit.ly/2nmv7pc>. Acesso em: 16 out. 2018.

KISCHINHEVSKY, M.; VICENTE, E.; DE MARCHI, L. Música infinita: serviços de streaming como espaços híbridos de comunicação e consumo musical. Belo Horizonte: Compós, 2015.

MATSUDA, K. The relations between Portugal and Japan. Lisbon: Centro de Estudos Históricos Ultramarinos, 1965.

MÚSICA de Graça. Direção: Dani Gurgel. Produção: Da Pá Virada. São Paulo, Da Pá Virada, 2018. Podcast (36 episódios), son., color. Disponível em: <https://bit.ly/2PLyAMZ>. Acesso em: 20 out. 2018.

NORIKO, T. (田中紀子). 2015年ブラジル・ディスク大賞. Latina, Tóquio, p. 8, jan. 2016.

OUTRO Som. Direção: Dani Gurgel. Produção: Da Pá Virada. São Paulo, Music Box Brazil, 2018. Série-documentário (13 episódios de 26 min.), son., color.

PANAY, P. Rethinking music: the future of making money as a performing artist. In: THE BERKMAN CENTER FOR INTERNET; SOCIETY AT HARVARD UNIVERSITY (Orgs.). Rethinking music: a briefing book, 2011. p. 57-64.

PERPETUO, I. F.; SILVEIRA, S. A. O futuro da música depois da morte do CD. São Paulo: Momento, 2009.

TOWER Records Shibuya. Tower Records Online, Tóquio, 16 out. 2018. Disponível em: <http://bit.ly/dg_towerrecords>. Acesso em: 16 out. 2018..

WHOPPER, W. Guia da música instrumental brasileira. Tóquio: DU Books, 2013.

Publicado
2018-12-10
Como Citar
Gurgel, D. (2018). Música brasileira no Japão. Novos Olhares, 7(2), 112-122. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2018.131501
Seção
ARTIGOS