Midiatização e plataformização

aproximações

Palavras-chave: Midiatização, Plataformização, Internet, Mídias Sociais, STS

Resumo

Diante do referencial teórico da midiatização, propõe-se discutir suas possíveis relações com o tema da plataformização, termo que visa descrever tanto a consolidação das plataformas de mídia conectiva no âmbito da internet e mídias digitais, quanto seu alastramento como modelo a diferentes domínios econômicos e sociais contemporâneos. Identificam-se similaridades entre os dois conceitos bem como entrecruzamentos dos fenômenos que visam descrever. Por fim, sugere-se que o subdomínio emergente dos Estudos de Plataforma ofereceria contribuições importantes ao tema da midiatização, com possíveis ganhos metodológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Goes Mintz, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Comunicação Social (UFMG), pesquisador Redes Estudos Sociotécnicas (REST) e bolsista CAPES/Proex.

Referências

BENAKOUCHE, T. Tecnologia é sociedade: contra a noção de impacto tecnológico. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 17, p. 1-28, 1999. Disponível em: https://bit.ly/2lWE8dK. Acesso em: 27 abr. 2017.

BRAGA, J. L. Mediatização como processo interacional de referência. Animus, Santa Maria, v. 5, n. 2, p. 9-35, 2006. Disponível em: https://bit.ly/2lPCsT7. Acesso em: 12 jul. 2017.

BRAGA, J. L. Circuitos versus campos sociais. In: JANOTTI JÚNIOR, J.; MATTOS, M. Â.; JACKS, N. (org.). Mediação e midiatização. Salvador: Edufba, 2012. p. 31-52.

COULDRY, N. Mediatization: what is it? In: KRAMP, L. et al. (org.). Media practice and everyday agency in Europe. Bremen: Lumière, 2014. p. 33-39.

D’ANDRÉA, C. F. B. Rumo a uma plataformização do social. In: Letras, ano XII, n. 53, jul. 2017. Disponível em: https://bit.ly/2kAqj4l. Acesso em: 11 jul. 2017.

D’ANDRÉA, C. F. B. Cartografando controvérsias com as plataformas digitais: apontamentos teórico-metodológicos. Galáxia, São Paulo, n. 38, p. 28-29, 2018. Disponível em: https://bit.ly/2lRw1Py. Acesso em: 11 set. 2018.

GALLOWAY, A. Protocol: how control exists after decentralization. Cambridge: MIT Press, 2004.

GILLESPIE, T. The politics of ‘platforms’. New Media & Society, Thousand Oaks, v. 12, n. 3, p. 347-364, 2010. Disponível em: https://bit.ly/2m61D3L. Acesso em 23 abr. 2017.

HELMOND, A. The platformization of the web: making web data platform ready. Social Media+ Society, Thousand Oaks, v. 1, n. 2, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2lTztJk. Acesso em: 23 abr. 2017.

HEPP, A. Cultures of mediatization. Cambridge: Polity, 2013.

HEPP, A. As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. Matrizes, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 45-64, 2014. Disponível em: https://bit.ly/2kkzFB3. Acesso em: 12 jul. 2017.

HJARVARD, S. Midiatização: teorizando a mídia como agente de mudança social e cultural. Matrizes, v. 5, n. 2, p. 53-91, 2012. Disponível em: https://bit.ly/2m1Dlbr. Acesso em: 23 abr. 2017.

HJARVARD, S. Da mediação à midiatização: a institucionalização das novas mídias. Parágrafo, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 51-62, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2Ka3MUI. Acesso em: 12 jul. 2017.

JURNO, A. C.; D’ANDRÉA, C. Agenciamentos e redes textuais no Facebook: uma cartografia do “feed de notícias”. Revista Communicare, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 22-36, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2mfWSEY. Acesso em: 20 ago. 2017.

KUBICEK, Herbert Kubicek. Das Internet auf dem Weg zum Massenmedium? Ein Versuch, Lehren aus der Geschichte alter und neuer Medien zu ziehen. In: WERLE, Raymund; LANG, Christa (ed.). Modell Internet? Entwicklungsperspektiven neuer Kommunikationsnetze. Frankfurt: Campus; New York: ISF München, 1997. p. 213-239.

LATOUR, B. Um coletivo de humanos e não-humanos: no labirinto de Dédalo. In: LATOUR, B. A esperança de Pandora: ensaios sobre a realidade dos estudos científicos. Bauru: Edusc, 2001. p. 169-200.

LATOUR, B. Reassembling the social: an introduction to actor-network-theory. Oxford: Oxford University Press, 2005.

LUNDBY, K. Notes on interaction and mediatization. In: KRAMP, L. et al. (ed.). Media practice and everyday agency in Europe: the researching and teaching communication series. Bremen: Lumière, 2014. p. 41-53.

MARRES, N.; MOATS, D. Mapping controversies with social media: the case for symmetry. Social Media + Society, Thousand Oaks, v. 1, n. 2, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2mjGnIa. Acesso em: 13 ago. 2018.

O’REILLY, T. What Is Web 2.0. Disponível em: https://bit.ly/13vrGTD. Acesso em: 7 abr. 2017.

PLANTIN, J.-C. et al. Infrastructure studies meet platform studies in the age of Google and Facebook. New Media & Society, Thousand Oaks, v. 20, n. 1, p. 293-310, 2016. Disponível em: https://bit.ly/2kIa3ON. Acesso em: 23 abr. 2017.

TURNER, F. From counterculture to cyberculture: Stewart brand, the whole earth network, and the rise of digital utopianism. Chicago: University of Chicago Press, 2008.

VAN DIJCK, J. The culture of connectivity: a critical history of social media. Oxford: Oxford University Press, 2013.

VAN DIJCK, J. The platform society. Berlin: Alexander von Humboldt Institut für Internet und Gesellschaft, 2016. 1 vídeo (83 min). Publicado pelo canal Alexander von Humboldt Institut für Internet und Gesellschaft. Disponível em: https://bit.ly/2zvf7tk. Acesso em: 7 dez. 2017.

VAN DIJCK, J.; POELL, T. Understanding social media logic. Media and Communication, Lisboa, v. 1, n. 1, p. 2-14, 2013. Disponível em: https://bit.ly/2kptqvS. Acesso em: 17 set. 2018.

Publicado
2019-12-06
Como Citar
Mintz, A. (2019). Midiatização e plataformização. Novos Olhares: Revista De Estudos Sobre Práticas De Recepção a Produtos Midiáticos, 8(2), 98-109. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2019.150347
Seção
ARTIGOS