Televisão e ideologia

as relações de dominação em Homeland

  • Andrei Maurey Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Comunicação, Ideologia, Mídia, Televisão, Ficções Seriadas

Resumo

A expansão da televisão mundial para novos modos de transmissão vem impulsionando a produção de ficções seriadas e alcançando vastas audiências. Com isso em mente, é imprescindível observarmos o alcance dessas obras audiovisuais e, sobretudo, compreendermos todo o seu potencial reprodutor e difusor de ideologia. De acordo com John B. Thompson, a ideologia pode ser veiculada pelas formas simbólicas que carregam sentido, podendo ser ele atribuído para estabelecer e sustentar relações de poder sistematicamente assimétricas. Com o objetivo de demonstrar essa reprodução no campo da ficção seriada, este artigo se propõe a uma análise do seriado Homeland: segurança nacional (2011), a fim de verificar certos usos sociais das formas simbólicas que reproduzem relações de dominação em um contexto socio-histórico contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrei Maurey, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Doutorando em Comunicação Social pela PUC-Rio, Mestre em Comunicação Social pela PUC-Rio, Pós-Graduado em Comunicação e Imagem pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Pós-Graduado em História da Sociedade Brasileira pela Universidade Veiga de Almeida (UVA), Pós-Graduado em Roteiro para Cinema e TV pela UVA, Graduado em Cinema pela Universidade Estácio de Sá (Unesa).

Referências

BRICK, H. The end of ideology thesis. In: SARGENT, L. T.; FREEDEN, M.; STEARS, M. The Oxford handbook of political ideologies. Oxford: Oxford University Press, 2013. p. 90-112.

CARMINES, E.; D’AMICO, N. The new look in political ideology research. Annual Review of Political Science, Palo Alto, v. 18, p. 205-216, 2015.

CHOMSKY, N. Poder e terrorismo. Rio de Janeiro: Record, 2005.

COHN, G. Sociologia da comunicação: teoria e ideologia. São Paulo: Fronteira, 1973.

CORNER, J. “Ideology” and media research. Media, Culture & Society, Thousand Oaks, v. 38, n. 2, p. 265-273, 2016.

DOWNEY, J. Recognition and the renewal of ideology critique. In: HESMONDHALGH, D.; TOYNBEE, J. The media and social theory. London: Routledge, 2008. p. 59-74.

DOWNEY, J.; TOYNBEE, J. Ideology: towards renewal of a critical concept. Media, Culture & Society, Thousand Oaks, v. 38, n. 8, p. 1261-1271, 2016.

FREEDEN, M. The meaning of ideology: cross-disciplinary perspectives. Oxford: Oxford University Press, 2007.

FUKUYAMA, F. O fim da história e o último homem. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.

HEYWOOD, A. Political ideologies: an introduction. New York: Palgrave Macmillan, 2007.

JOST, J. The end of the end of ideology. The American Psychologist, Washington, DC, v. 61, n. 7, p. 651-670, 2006.

KELLNER, D. A cultura da mídia: estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Bauru: Edusc, 2001.

KHOURY, J.; HAARETZ. Report: Russia warships to enter Syria waters in bid to stem foreign intervention. Haaretz, Tel Aviv, 18 nov. 2011. Disponível em: https://bit.ly/2VcOG47. Acesso em: 9 maio 2019.

KNIGHT, K. Transformations in the concept of ideology in the twentieth century. American Political Science Review, Cambridge, v. 100, n. 4, p. 619-626, 2006.

MARCUSE, H. A ideologia da sociedade industrial: o homem unidimensional. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

PHELAN, S. Reinvigorating ideology critique: between trust and suspicion. Media, Culture & Society, Thousand Oaks, v. 38, n. 2, p. 274-283, 2016.

REHMANN, J. Theories of ideology: the powers of alienation and subjection. Leiden: Brill, 2013.

SLY, L. Al-Qaeda disavows any ties with radical Islamist ISIS group in Syria, Iraq. The Washington Post, Washington, DC, 3 fev. 2014. Disponível em: https://wapo.st/2Hbx1oz. Acesso em: 9 maio 2019.

STEGER, M. Political ideologies in the age of globalization. In: SARGENT, L. T.; FREEDEN, M.; STEARS, M. The Oxford handbook of political ideologies. Oxford: Oxford University Press, 2013. p. 214-231.

STEPANOVA, E. Terrorism in asymmetrical conflict: ideological and structural aspects. Oxford: Oxford University Press, 2008.

SYRIA: the story of the conflict. BBC, Londres, 11 mar. 2016. Disponível em: https://bbc.in/2zzN5g9. Acesso em: 9 maio 2019.

THOMPSON, J. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. Petrópolis: Vozes, 2009.

U.S admits funding Syrian opposition. CBC News, Toronto, 18 abr. 2011. Disponível em: https://bit.ly/2VTn8oW. Acesso em: 9 maio 2019.

ZAGORIN, A. Syria in Bush’s cross hairs. Time, Washington, DC, 19 dez. 2006. Disponível em: https://bit.ly/1Y6LjsV. Acesso em: 9 maio 2019.

Publicado
2019-07-04
Como Citar
Maurey, A. (2019). Televisão e ideologia. Novos Olhares, 8(1), 120-132. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2019.150376
Seção
ARTIGOS