Analysis on the perspective and value of the “cultivation” documentary images

Autores

  • Weiting Hsiao Tsinghua University

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.171986

Palavras-chave:

Imagens documentais, Memória social, Teoria da dramaturgia, Cultivo

Resumo

Como expressão multissensorial, as imagens em movimento têm uma capacidade mais forte para se expressar além do tempo e do espaço. O criador usa a câmera para representar a história através de imagens e sons, para que o público possa refletir mais sobre o processo de visualização. "The Up Series" e outros vídeos de longo prazo semelhantes tornaram-se crônicas importantes deste período. Este artigo focará na relação entre imagens documentais e história, e as características do "cultivo" formado por essas imagens de longo prazo. Análise e interpretação de seu valor a partir de uma perspectiva multidimensional. O contexto de desenvolvimento dos tempos e a observação crítica dos criadores tem levado à criação de obras que refletem sobre as mudanças sociais. Esse tipo de criação também se tornou um modo de referência para muitos países, gerando um intercâmbio cultural rico e dinâmico, baseado em diferenças culturais inter-regionais, o que contribuiu para o desenvolvimento de uma era da globalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Weiting Hsiao, Tsinghua University

Doutoranda em Pesquisa em Cinema e Comunicação, na Universidade de Tsinghua. Sua pesquisa e prática se concentraram na distribuição de filmes documentais e na criação de vídeos documentais, e seus trabalhos estão relacionados principalmente à cultura tradicional, envolvendo música, pintura, comida, etc. Esses trabalhos tiveram um grande impacto na geração mais jovem do entendimento do povo chinês sobre cultura tradicional chinesa. Sua pesquisa atual é sobre imagens documentais iniciais de meados de 1912-1949.

Referências

BENJAMIN, W. Theses on the Philosophy of History. In: BENJAMIN, W.; ARENDT. H. (org.) Illuminations. New York: Schocken, 1969.

GOFFMAN, E. The Presentation of Self in Everyday Life. Hangzhou: Zhejiang People's Press, 1989.

LEWIS-KRAUS, G. Does who you are at 7 determine who you are at 63?. The New York Times Magazine, 27/nov/2019. Disponível em: https://nyti.ms/2Z13Y10.

MENGGE, Y. Trying to analyse the evolution of British immigration status and immigration policy in the 20th century. 2011. Dissertação (Mestrado). Henan University, Henan, 2011.

MENG, Y. An Exploration of the Creative Techniques and Values of Television Documentaries - On the Relevance and Difference of 'The Up series' and 'Post-00s'. Media Forum, vol. 1, n. 5, p. 115, 2019. Disponível em: http://www.cnki.com.cn/Article/CJFDTotal-CMLT201805089.htm

MINH-HA, T. T. Framer Framed: Film Scripts and Interviews. New York: Routledge, 1993.

NICHOLS, B. Representing Reality. Bloomington: Indian University Press, 1991.

QINGGUANG, G. A Tutorial in Communication. Beijing: Renmin University of China Press, 2012.

RABINOWITZ, P. Wreckage upon Wreckage: History, Documentary and the Ruins of Memory. History and Theory, vol, 32, n.2, pp. 119-137, mai/1993. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2505348

VERTOV, D. From Kino-Eye to Radio-Eye. In MICHELSON, A. (org.). Kino-Eye: The Writing of Dziga Vertov. Berkeley: University of California Press, 1984a.

VERTOV, D. Kino-Eye. In MICHELSON, A. (org.). Kino-Eye: The Writing of Dziga Vertov. Berkeley: University of California Press, 1984b.

WEIZHONG, Y. The UK's Large Format Documentary: An Analysis of the Image and Meaning of the Seven Years of Life. Audio-Visual, Vol. 5, p. 122, 2014. Disponível em: https://mall.cnki.net/magazine/Article/STZH201405055.htm

YUFENG, Y. The road to localization of the "48 series" nurturing idol groups in a market economy. Modern Marketing (Business Edition), fev/2019.

Downloads

Publicado

2020-07-09

Como Citar

Hsiao, W. (2020). Analysis on the perspective and value of the “cultivation” documentary images. Novos Olhares, 9(1), 21-29. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2020.171986

Edição

Seção

DOSSIÊ