Epistemologia da Comunicação na Democracia: a centralidade do conceito de comunicação na análise dos processos políticos

  • Luiz Signates Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Epistemologia da Comunicação, Comunicação e política.

Resumo

As ciências sociais conferem ao conceito de comunicação um lugar secundário, a partir do qual os processos sociais são analisados sem que se dê às institucionalidades e processos comunicacionais a relevância que lhes deve ser conferida, especialmente ao se avaliar as sociedades contemporâneas, altamente capilarizadas pelas tecnologias de comunicação. Este trabalho busca discutir essa problemática e efetua, a partir dela, uma experimentação teórica no campo de contigüidade das ciências políticas, buscando dar à comunicação uma centralidade tal, que se torne fortemente constitutiva da própria noção de democracia.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Signates, Universidade Federal de Goiás
Professor do PPG em Comunicação da Universidades Federal de Goiás e da graduação em Comunicação da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Coordenador dos Núcleos de Pesquisa em Comunicação, Política e Cidadania (UFG) e Comunicação e Cidadania (PUC). Doutor em Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo (ECA/USP).E-mail: signates@gmail.com
Publicado
2012-06-30
Como Citar
Signates, L. (2012). Epistemologia da Comunicação na Democracia: a centralidade do conceito de comunicação na análise dos processos políticos. Novos Olhares, 1(1), 7-18. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2012.51443
Seção
ARTIGOS