MTV Brasil e o Ocaso do Fluxo

  • Felipe Muanis
Palavras-chave: Fluxo, Neotelevisão, Segmentação, Flow Television

Resumo

Em 2013, acabou a experiência da MTV Brasil, que deu lugar a uma nova MTV, rompendo radicalmente com o modelo anterior e aproximando-se do canal norte-americano. A partir de uma análise do canal extinto, pretende-se discutir neste artigo como a MTV Brasil evidencia questões teóricas da televisão, em especial a noção de fluxo de Raymond Williams e as teorias de paleo e neotelevisão. Nesse contexto, seria a MTV, em seu início, a emissora que mais se aproximaria das propostas de fluxo teorizadas, tornando-se uma flow television.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Muanis
Doutor em Comunicação Social pela UFMG. Professor de televisão e mídias digitais do Departamento de Cinema e Vídeo e do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense e Coordenador do ENTELAS: grupo de pesquisa em televisão, teoria, imagem e recepção. Email: felipemuanis@id.uff.br.
Publicado
2014-12-18
Como Citar
Muanis, F. (2014). MTV Brasil e o Ocaso do Fluxo. Novos Olhares, 3(2), 59-69. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2014.90203
Seção
DOSSIÊ