Incursões da Música Eletroacústica no Cinema

  • Vanderlei Baeza Lucentini
Palavras-chave: Música Eletroacústica, Instrumentos Eletrônicos, Cinema e Trilha Sonora

Resumo

Esse texto tem o propósito de apontar algumas trajetórias que levaram ao encontro do cinema e da música feita com meios eletroacústicos. Ele parte das primeiras experiências sonoras no universo do linguagem cinematográfica e da manipulação direta na película, a inclusão dos instrumentos eletroeletrônicos rejeitados pela música erudita, a escuta reduzida e acusmática de Pierre Schaeffer e Michel Chion, as similaridades das técnicas de ambas as linguagens por Robert Normandeau até o encontro do experimental com o grande público em Toru Takemitsu e Walter Murch. Dentro desse painel, é desenvolvido a discussão técnica, estética e histórica sobre as diversas linhas conceituais, artísticas e tecnológicas que compõe a cartografia sônica da música eletroacústica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanderlei Baeza Lucentini
Compositor com o enfoque na inter-relação entre música, performance art e mediação tecnológica. Mestre peloo Programa de Pós- graduação Interunidades em Estética e História da Arte da USP. E-mail: qoqlab@gmail.com
Publicado
2014-12-18
Como Citar
Lucentini, V. (2014). Incursões da Música Eletroacústica no Cinema. Novos Olhares, 3(2), 212-225. https://doi.org/10.11606/issn.2238-7714.no.2014.90216
Seção
ARTIGOS