Entre a performance e a escrita: um olhar sobre a literatura expandida contemporânea na poesia marginal-periférica de Nívea Sabino

  • Luiz Eduardo Rodrigues de Almeida Souza Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais http://orcid.org/0000-0001-5157-9372
  • Rogério Meira Coelho Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Voz, Escrita, Performance, Espaço, Literatura marginal-periférica, Literatura contemporânea

Resumo

Pretende-se nesse artigo construir uma leitura analítica sobre as vozes, corpos e espaços entre a performance e a escrita da poeta Nívea Sabino, que participa da cena/movimento/circuito dos saraus e slams marginais-periféricos de Belo Horizonte (MG). Para isso, apresentamos uma breve incursão pelas estéticas do marginal e do periférico em contraponto ao espaço/lugar da literatura contemporânea contestada, relacionando o contexto sociocultural dessa produção literária à margem com as vozes, escritas e performances do movimento e circuito de saraus e slams. Da produção escrita de Nívea, teremos como base um dos poemas do livro Interiorana, como suporte, para entendermos uma literatura que nasce e é criada no “entre” a performance e a escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Eduardo Rodrigues de Almeida Souza, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Doutorando em Estudos de Linguagens/CEFET-MG.

Rogério Meira Coelho, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Estudos Literários/UFMG.

Referências

BRANT, Ana Clara. Saraus de Poesia se espalham por BH e conquistam público diversificado. Em Cultura, 2014. Disponível em: <http://divirtase.uai.com.br/app/noticia/arteelivros/2014/05/18/noticia_arte_e_livros,154799/vozdaperiferia.shtml>. Acesso em: 06 Jul. 2015.

CORONEL, Luciana Paiva. A escrita da cidade partida: identidade e alteridade em Capão Pecado. Est. Lit. Bras. Contemp. Brasília, n. 42, p. 29-45, jul./dez. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/elbc/n42/02.pdf>. Acesso em: 06 Jul.2015.

DALCASTAGNÈ, Regina. A auto-representação de grupos marginalizados: tensões e estratégias na narrativa contemporânea. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 42, n. 4, p. 18-31, dez. 2007.

DALCASTAGNÈ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contestado. Vinhedo: Horizonte/Rio de Janeiro: UERJ, 2012.

D’ALVA, Roberta Estrela. Um microfone na mão e uma ideia na cabeça – o poetry slam entra em cena. Synergies Brésil n. 9, p. 119-126, 2011. Disponível em: http://gerflint.fr/Base/Bresil9/estrela.pdf. Acesso em: 12 set. 2019.

FELIX, Camila. Atlas dos Saraus de Belo Horizonte: mapeamento dos saraus de poesia da região metropolitana de Belo Horizonte. Belo Horizonte: Ed. Crivo, 2016.

HOOKS, bell. Intelectuais negras. Revista Estudos Feministas, Santa Catarina, v. 3, n. 2, p. 465-478, 1995. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/16465/15035>. Acesso em: 25 set. 2017.

LINS, Paulo. Cidade de Deus. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

MAGNANI, J. GUILHERME C.; BRUNA MANTESE (org.). Jovens na Metrópole: etnografias de lazer, encontro e sociabilidade. São Paulo, Ed. Terceiro Nome, 2007.

MARTINS, Leda Maria. A cena em sombras. São Paulo: Perspectiva, 1995.

MARTINS, Leda Maria. Afrografias da memória: o reinado do rosário do jatobá. São Paulo: Perspectiva, 1997.

MARTINS, Leda Maria. Performances da oralitura: corpo, lugar da memória. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras, [S.l.], n. 26, p. 63-81, nov. 2013. ISSN 2176-1485. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/letras/article/view/11881>. Acesso em: 2 out. 2018.

MARTINS, Leda Maria. Performances do tempo e da memória: os congados. O Percevejo – Revista de Teatro, Crítica e Estética, Rio de Janeiro, ano 11, n. 12, p. 68-83, 2003.

RIBEIRO, Djamila. O que é: lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento: Justificando, 2017.

SABINO, Nívea. Interiorana. Ilustração de Jupiter Coroada. Brasília; São Paulo: Padê Editorial, 2016.

SABINO, Nívea. Interiorana. 2. ed. Nova Lima: Sem Editora, 2018. Disponível em: <https://niveasabino.com/index.php/interiorana/>. Acesso em: 22 maio 2020.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Trad. Sandra Regina Goulart Almeida, Marcos Pereira Feitosa, André Pereira. Feitosa. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010 [1985].

YAKINI, Michel. Que pasa, sarau? Brasil de Fato. 2014. Disponível em:<https://www.brasildefato.com.br/node/27923>. Acesso em: 8 jul. 2015.

ZUMTHOR, Paul. Performance, Recepção, Leitura. Tradução de Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. 1ª ed. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

Publicado
2020-07-31
Como Citar
Souza, L. E. R. de A., & Coelho, R. M. (2020). Entre a performance e a escrita: um olhar sobre a literatura expandida contemporânea na poesia marginal-periférica de Nívea Sabino. Opiniães, (16), 125-145. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2020.165854
Seção
Performatividade e Campo expandido na Literatura brasileira