Salvador e os sentidos: estratégias de comunicação na web para a construção da marca-cidade

  • Adriano de Oliveira Sampaio Universidade Federal da Bahia
  • Lea Maria Botelho da Silva Universidade Federal da Bahia
  • Lorena Maria Caliman Fontes Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Marca-lugar, Comunicação estratégica, Salvador, Web, Youtube

Resumo

Neste artigo analisamos o fenômeno da marca-lugar no ambiente da web. Para tanto, trazemos a análise de dois vídeos promocionais elaborados pela Prefeitura da cidade de Salvador como estratégia para atração de turistas. Neste estudo, buscamos identificar os atributos e valores da “marca-lugar”, no referido município, por intermédio das estratégias de comunicação e marketing elaboradas pelo órgão de turismo municipal, intitulado Saltur, no ambiente proposto pelas redes sociais on-line, em particular em seu canal do YouTube.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano de Oliveira Sampaio, Universidade Federal da Bahia

Pós-doutor em Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP)
Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA
Graduado em Comunicação Social – Relações Públicas pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
Professor associado na UFBA

Lea Maria Botelho da Silva, Universidade Federal da Bahia

Doutoranda em Cultura e Sociedade na UFBA
Mestre em Planejamento Ambiental pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL)
Especialista em Gestão da Comunicação Organizacional Integrada pela UFBA
Graduada em Comunicação Social pela UCSAL

Lorena Maria Caliman Fontes, Universidade Federal da Bahia

Mestranda em Cultura e Sociedade na UFBA
Especialista em Comunicação Estratégica e Gestão de Marcas pela UFBA
Graduada em Comunicação Social – Jornalismo pela UFBA

Referências

ANHOLT, Simon. Places: identity, image and reputation. Basingstoke, UK: Palgrave Macmillan, -2010.
BARTHES, Roland. Mitologias. Tradução: Rita Buongermino e Pedro de Souza. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993. 180 p.
BARTHES, Roland. A Retórica da imagem. In: BARTHES, Roland. O óbvio e o obtuso. Lisboa: Edições 70, 1984.
BERGER, Peter L; LUCKMAN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, 1985
CANCLINI, Nestor Garcia. Culturas híbridas. São Paulo: Edusp, 1998.
CARNAVAL de Salvador 2014: 40 anos de blocos Afro. [S. l.: s. n.], 2014. 1 vídeo (10 min). Publicado pelo canal Prefeitura do Salvador. Disponível em: https://youtu.be/SFu_iSo9W08. Acesso em: 20 out. 2016.
CIDADE feliz. [S. l.: s. n.], 2016. 1 vídeo (1 min). Publicado pelo canal Propeg. Disponível em https: https://youtu.be/AcTeZjqD3ZQ. Acessado em: 20 dez. 2018.
COSTA, Rogério da. A cultura digital. 3. ed. São Paulo: Publifolha, 2008.
ESPINHEIRA, Gey. Cultura, cidade e democracia: o jogo da cultura no mundo contemporâneo. In: RUBIM, Antonio; ROCHA, Renata. Políticas culturais para as Cidades. Salvador: Edufba, 2010. p. 191-206.
FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: Ed. UnB, 2001.
GOFFMAN, Erving. Les cadres de l´expérience. Paris: Minuit, 1991.
HILDRETH, Jeremy. The saffron european city brand barometer: revealing wich cities get the brands they desserve. [S. l.]: Saffron, 2018.
IANNI, Octavio. A sociedade global. 11. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.
IBGE. Brasil em síntese: Bahia: Salvador. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://bit.ly/2HuSyHK. Acesso em: 15 jul. 2015.
JENKINS, Henry. Cultura da convergência: a colisão entre os velhos e novos meios de comunicação. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.
KAVARATZIS, Mihalis; ASHWORTH, G. J. Partners in coffeeshops, canals and commerce: Marketing the city of Amsterdam. Cities, Amsterdam, v. 24, n. 1, p. 16-25, 2007
KOTLER, Philip. Marketing de lugares: como conquistar crescimento de longo prazo na América Latina e no Caribe. São Paulo: Prentice Hall, 2006.
MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. São Paulo: Cortez, 2013.
MARTINS, Inès; SAMPAIO, Adriano. (2016). Análisis discursivo de los carteles publicitarios de las campañas de promoción turística de Brasil y España (2013-2014). Taller Servicio 24 horas, México, DF, ano 12, n. 23BIS, p. 5-20, 2016.
PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.
RODRIGUES, Danutta. G1 lista terreiros de candomblé na BA e dá dicas para frequentar templos. G1 Bahia, Salvador, 30 nov. 2016. Disponível em: https://glo.bo/2U1wDlC. Acesso em: 27 mar. 2019.
RUBIM, Antonio. Cultura, política e mídia na Bahia contemporânea. Comunicação & política, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p.93-155, 2003.
RUBIM; Antonio; ROCHA, Renata. Políticas culturais para as cidades. Salvador: Edufba, 2010.
SEMPRINI, Andréa. A marca pós-moderna: poder e fragilidade da marca na sociedade contemporânea. São Paulo: Estação das Letras, 2006.
SEMPRINI, Andréa. Analyser la communication : comment analyser les images, les médias, la publicité. Paris: L’Harmattan, 1996.
SALVADOR é uma festa para os sentidos: sinta essa cidade!! [S. l.: s. n.], 2016. 1 vídeo (1 min). Publicado pelo canal Salvador Destination. Disponível em: https://youtu.be/2BSleSKv_KE. Acesso em: 20 dez. 2018.
SALVADOR: você sente que é diferente. [S. l.: s. n.], 2014. 1 vídeo (1 min). Publicado pelo canal Clipes do Povo. Disponível em: https://youtu.be/RqD4Yc4npZ4. Acesso em: 10 out. 2016.
Publicado
2018-11-29