A interface entre pesquisa e extensão na discussão dos parques lineares como estratégia de requalificação da paisagem urbana

  • Renata Baesso Pereira Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Claudia Maria Lima Ribeiro Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Adriano Bueno Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Daniel Henrique Ribeiro Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Danilo Pena Maia Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Fernanda Martini Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Maria Stella Angote Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Ricardo Lazarin Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Rodrigo Roda Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
  • Viviane Bestane Bartolo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.
Palavras-chave: Parque linear. Plano diretor. Paisagem urbana. Legislação urbana. Ensino de arquitetura e urbanismo.

Resumo

Este artigo discute as práticas acadêmicas do grupo Programa de Ensino Tutorial no curso de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica de Campinas relatando as experiências de um convênio firmado entre a Universidade e a Prefeitura Municipal de Campinas (SP) na elaboração do projeto de um parque linear. Busca-se refletir sobre o potencial de convênios como esse na elaboração de práticas de pesquisa e ensino de projeto que contemplam as diversas instâncias do urbanismo na escala do município. Identificou-se uma oportunidade de refletir criticamente sobre a criação de um parque linear como estratégia de requalificação da paisagem urbana, contribuindo para a estruturação do sistema de espaços livres da cidade de Campinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Baesso Pereira, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Engenheira arquiteta pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestra em Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), doutora em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Urbanismo (POSURB) e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas. Membro do grupo de pesquisa “História das cidades: ocupação territorial e ideários urbanos”, do Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologia (CEATEC) da PUC-Campinas.

Claudia Maria Lima Ribeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Arquiteta urbanista e mestra em Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), da qual é docente.

Adriano Bueno, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluno do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Daniel Henrique Ribeiro, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluno do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Danilo Pena Maia, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluno do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Fernanda Martini, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluna do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Maria Stella Angote, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluna do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Ricardo Lazarin, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluno do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Rodrigo Roda, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluno do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Viviane Bestane Bartolo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Campinas, SP.

Aluna do Programa de Educação Tutorial (PET) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas que compõem a equipe do Projeto do Parque Linear da Lagoa.

Referências

ANDRADE, Liza Maria S. de. Conexões dos padrões espaciais dos ecossistemas urbanos: a construção de um método com enfoque transdisciplinar para o processo de desenho urbano sensível à água no nível da comunidade e da paisagem. 2014. 544 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

BENFATTI, Denio; SILVA, Jonathas Magalhães Pereira da. Legislação ambiental e urbanística: contradições e possibilidades de diálogo na qualificação do sistema de espaços livres urbanos do município de Campinas. In: Encontros Nacionais da ANPUR, Anais... v. 15, 2013, p. 1-21.

BRASIL. Estatuto da Cidade: Lei nº 10.257, de 10 de julho de 2001, que estabelece diretrizes gerais da política urbana. Brasília, Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2001. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/cdu/part.html/estatutodacidade.pdf. Acesso em: 21 out. 2016.

BRASIL. Medida Provisória Nº 2166-67, de 2001. Altera os artigos 1º, 4º, 14, 16 e 44, e acresce dispositivos à Lei nº 4.771, de 15 de setembro de 1965, que institui o Código Florestal, bem como altera o art. 10 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1996, que dispõe sobre o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural – ITR. Brasília, DF, 2001. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/medpro/2001/medidaprovisoria-2166-67-24-agosto-2001-393708-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 21 out. 2016.

BRASIL. (2006). RESOLUÇÃO CONAMA nº 369 de 28 de março de 2006. Dispõe sobre os casos excepcionais, de utilidade pública, interesse social ou baixo impacto ambiental, que possibilitam a intervenção ou supressão de vegetação em Área de Preservação Permanente-APP. Diário Oficial da União, 29 de mar, 2006, Seção 1, páginas 150-151.

CAMPINAS (2006). Lei Complementar no 15 de 27 de dezembro de 2006. Dispõe sobre o Plano Diretor. Campinas (SP), 2006. Diário Oficial do Município, nº 9.074, 29 dez. 2006, p. 3-12.

CAMPINAS (2010). Projeto de Lei Complementar no 17/2010. Dispõe sobre o Plano Local de Gestão da Macrozona 9 – MZ9 – Área de Integração Noroeste – AIN do Município de Campinas. Campinas, 2010. Disponível em: http://www.campinas.sp.gov.br/governo/seplama/planos-locais-de-gestao/doc/projeto_lei_complementar_MZ9.pdf. Acesso em: 4 out. 2016.

COSTA, Heloisa Soares de Moura; CAMPANATE, Ana Lúcia Goyatá; ARAÚJO, Rogério Palhares Zschaber. A dimensão ambiental nos Planos Diretores de Municípios brasileiros. In: SANTOS JUNIOR, Orlando Alves dos; MONTANDON, Daniel Todtmann (Orgs). Os Planos Diretores Municipais Pós-Estatuto da Cidade: balanço crítico e perspectivas. Rio de Janeiro: Rede de Avaliação e Capacitação para Implementação dos Planos Diretores Participativos. Ministério das Cidades/SNPU, 2011.

FAU PUC-CAMPINAS. Projeto Pedagógico – 2008. Aprovado na 79ª reunião da Câmara de Graduação, em 21/06/2007, e na 418ª reunião do CONSUN, em 26/06/2007, com adequações no 9º e 10º períodos – 2012 (aprovada pelo Conselho da Faculdade, 05/09/ 2011, pelo Conselho de Centro, na 124ª reunião, realizada em 08/09/2011 e pelo CONSUN, em sua 472ª reunião, realizada em 24 nov. 2011.

FERREIRA, Ana Cristina; MARTINS, Jaime Florêncio; FREITAS, Renata Nascimento. A experiência do Programa de Educação Tutorial. In: MARTINS, Iguatemy L.; KETZER, Solange M (Org.). PET – Programa de Educação Tutorial: estratégia para o desenvolvimento da graduação. Brasília: Ministério da Educação, 2007.

MACEDO, Silvio Soares; QUEIROGA, Eugenio Fernandes; DEGREAS, Helena Napoleon. APPs urbanas uma oportunidade de incremento da qualidade ambiental e do sistema de espaços livres na cidade brasileira: conflitos e sucessos. In: SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE EM MEIO URBANO: ABORDAGENS, CONFLITOS E PERSPECTIVAS NAS CIDADES BRASILEIRAS, 2, 2012, Natal, Anais... Rio Grande do Norte, 2012. Disponível em: http://unuhospedagem.com.br/revista/rbeur/index.php/APP/article/view/4033. Acesso em: 5 mar. 2016.

MAGNOLI, Miranda Martinelli. Espaço livre − objeto de trabalho. Paisagem Ambiente: ensaios. São Paulo: FAUUSP, n. 21, 2006, p. 175-198. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i21p175-197

MARTINS, Iguatemy L. Educação Tutorial no ensino presencial: uma análise sobre o PET. In: MARTINS, Iguatemy L.; KETZER, Solange M. (Org.). PET – Programa de Educação Tutorial: estratégia para o desenvolvimento da graduação. Brasília: Ministério da Educação, 2007.

Publicado
2016-12-19
Como Citar
Pereira, R., Ribeiro, C. M., Bueno, A., Ribeiro, D. H., Maia, D., Martini, F., Angote, M. S., Lazarin, R., Roda, R., & Bartolo, V. (2016). A interface entre pesquisa e extensão na discussão dos parques lineares como estratégia de requalificação da paisagem urbana. Paisagem E Ambiente, (38), 89-115. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i38p89-115
Seção
Pesquisa