Caminhabilidade, paisagem e ambiência no centro histórico de Goiás-GO

  • Carina Folena Cardoso Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas
  • Thalita Pereira Fonseca Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas
  • Pedro Henrique Gonçalves Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas
Palavras-chave: Caminhabilidade. Ambiência urbana. Paisagem urbana. Visão serial. Cidades pequenas.

Resumo

Este trabalho relaciona os níveis de caminhabilidade do centro histórico da cidade de Goiás (GO) com a contemplação de sua paisagem cultural em percursos ordinários. A investigação se dá através de abordagens quantitativas e qualitativas a partir de três perspectivas: distâncias percorridas; qualidade dos ambientes contemplados nos percursos; paisagem. Como desdobramento dos procedimentos metodológicos e dos resultados encontrados, discute-se sobre a contribuição do estudo da qualidade paisagística e ambiental à análise da caminhabilidade, procurando superar uma avaliação segmentária desta. Os resultados apresentam índices abaixo da média para todos os percursos, o que dificilmente enquadraria a cidade de Goiás no rol das chamadas “cidades ativas” por suas deficiências no âmbito da caminhabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carina Folena Cardoso, Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas

Thalita Pereira Fonseca, Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas

Pedro Henrique Gonçalves, Universidade Federal de Goiás. Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas

Referências

ALLEN, E.; FARR, D. Um bairro completo. In: FARR, D. (Org.). Urbanismo sustentável: desenho urbano com a natureza. Porto Alegre: Bookman, 2013.

BARROS, A. P. B. G.; MARTÍNEZ, L. M. G.; VIEGAS, J. M. A caminhabilidade sob a ótica das pessoas: o que promove e o que inibe o deslocamento a pé? Ur, Barcelona, n. 8, 2015, p. 94-103.

BORGOGNI, A. Active city: il movimento è protagonista. In: Il Manifesto, Itália, 14 set. 2013, Sport, s/p.

CARERI, F. Walkscapes: el andar como práctica estética. Barcelona: Gustavo Gilli, 2002.

CORALINA, C. Poemas e becos de Goiás e estórias mais. São Paulo: Círculo do Livro, 1989.

CULLEN, G. Paisagem urbana. Lisboa: Edições 70, 2010.

DORATO, E. La città attiva: mutamenti e nuove pratiche nell'uso dello spazio pubblico. In: Inforum, 2014, p.13-18. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/278403739>. Acesso em: 24 nov. 2016.

GEHL, J. Cidades para pessoas. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

GHIDINI, R. A caminhabilidade: medida urbana sustentável. Revista dos Transportes Públicos – ANTP. São Paulo: ANTP, v. 33, 2011, p. 21-33.

GONÇALVES et al. Avaliação da caminhabilidade nas ruas da cidade. Revista Mirante. Anápolis: UEG, v. 8, 2015, p. 185-2001.

LATOUR, B. A esperança de Pandora. Bauru: Edusc, 2001.

LOPES, A. R. A cidade sob a poética do andar: as deambulações de Hélio Oiticica. 2012. 189 f. Tese (Doutorado em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) – Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012.

LYNCH, K. A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

NANYA, L. M.; SANCHES, S. P. Proposta de instrumento para auditoria e avaliação da caminhabilidade. In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA EM TRANSPORTE DA ANPET, 2015, Ouro Preto. Anais... Ouro Preto: ANTP, 2015, p. 81-94.

PANERAI, P. Análise urbana. Brasília: EDU, 2014.

REY, S. Caminhar: experiência estética, desdobramento virtual. Revista Porto Arte, v. 17, n. 29, 2010, p.107-121.

SÁNCHEZ, E. R.; CAMPILLO, H. O. Andar: movilidad sostenible. Módulo Arquitectura CUC. Barranquilla: Educosta, v. 12, n. 1, 2013, p. 27-44.

SCHELLE, K. G. A arte de passear. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

SPECK, J. Walkable city: how downtown can save America, one step at a time. New York: Farrar, Straus and Giroux, 2012.

Publicado
2017-12-15
Como Citar
Cardoso, C., Fonseca, T., & Gonçalves, P. (2017). Caminhabilidade, paisagem e ambiência no centro histórico de Goiás-GO. Paisagem E Ambiente, (40), 35-57. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i40p35-57
Seção
Espaços Livres