A integração do Plano Diretor de Iluminação com o e o Plano Diretor

estudo de caso: Cingapura e Putrajaya

Palavras-chave: Iluminação pública, Plano diretor de iluminação, Plano diretor, Paisagem, City marketing, Paisagem noturna

Resumo

A paisagem da cidade e sua silhueta devem ressaltar sua identidade noturna. O plano diretor de iluminação urbano deve ser pensado em conjunto com a elaboração conceitual do plano diretor, de modo a manter uma relação entre a paisagem noturna e a paisagem diurna, formulando uma leitura conjunta e não de elementos independentes. Este trabalho visa demonstrar que os Planos Diretores de Iluminação devem acompanhar os Planos Diretores. Em um primeiro momento discorre-se sobre os novos conceitos de iluminação urbana segundo as teorias do L’Urbanisme Lumiére e o City Beautification. Como estudo de caso são apresentados os Planos Diretores de Iluminação de Putrajaya e Singapura evidenciando como estes estão em conformidade com seus respectivos Planos Diretores. Ambas usam a iluminação como ferramenta para hierarquização de vias e edifícios, evidenciam suas formas orgânicas e frentes marítimas, priorizam a iluminação para o pedestre, além de emprega-la como ferramenta de marketing urbano pautado nos interesses de reprodução da lógica de mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Lima, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Possui Graduação em Arqutietura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ/1995). Mestrado em Projeto de Interiores, com ênfase em iluminação, pela Universidad de Salamanca (Espanha/1998), Doutorado em Eficiência Energética pela Universidad Politenica de Cataluña (Espanha/2009). Professora Adjunta da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) no Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU/IT). Tem experiência na área de Conforto Ambiental (térmico, lumínico e acústico) atuando principalmente nos temas de Iluminação Pública, Estudo do microclima urbano e Biourbanismo

Referências

ALVES, Tereza. Geografias da noite: fazer geografia através da luz. In: CONGRESSO DA GEOGRAFIA PORTUGUESA, 5., 2004, Guimarães, Portugal. Territórios e Protagonistas. Guimarães, Portugal: Universidade do Minho. 2004, p. 17. Disponivel em: http://apgeo.pt/files/docs/CD_V_Congresso_APG/web/_pdf/E6_14Out_Teresa%20Alves.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

BARRETO, Juliana Cunha; CRUZ, Maria de Fátima Plácida da; PIMENTEL, Laís Carla de Miranda; MELO, Vera Mayrinck. Paisagem mercadoria: uma discussão sobre o consumo das paisagens urbanas. Paisagem e Ambiente, v. 22, p. 8, 2006. ISSN 2359-5361. Disponível em: DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i22p144-152.

BESTETTI, Maria Luisa Trindade. Ambiência: espaço físico e comportamento. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 17, p. 601-610, 2014. ISSN 1809-9823. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1809-9823.2014.13083. Acesso em 11 out. 2019

BOARD, Governo de Singapura - House And Development. Onemap. 2015. Disponível em: https://www.onemap.sg. Acesso em: 28 ago. 2015.

CULLEN, Gordon. Paisagem Urbana. São Paulo: Companhia das Letras, 1983.

DUARTE, Fábio; CZAJKOWSKI Júnior, Sérgio. Cidade à venda: reflexões éticas sobre o marketing urbano. Revista de Administração Pública, v. 41, p. 273-282, 2007. ISSN 0034-7612. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122007000200006.

YAP, Erica Xin Yin. Cities on the move: the travels of marina bay, Singapore. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em geografia). Department of Geography, National University of Singapore, 2012.

FUJIYAMA, Taku; CHILDS, Craig; BOAMPONG, Derrick; TYLER, Nick. Investigation of Lighting Levels for Pedestrians - Some questions about lighting levels of current lighting standards. In: Walk21-VI, Everyday Walking Culture. 6th International Conference of Walking in the 21st Century. 2005, label. 22/09/2005. p. 14. Disponível em: http://discovery.ucl.ac.uk/1430/1/Walk21Fujiyama.pdf. Acesso em: 20 jul. 2016.

GIORDANO, Emanuele. Outdoor lighting design as a tool for tourist development: the case of Valladolid. European Planning Studies, p. 1-20, 2017. ISSN 0965-4313. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/09654313.2017.1368457.

GONÇALVES, Ana Lucia de Almeida Iluminação Urbana de Conjuntos Históricos e Tradicionais. Adequação do Projeto à ambiência. Uma metodologia para planos diretores de Iluminação. O Caso do Bairro Histórico de Paraty. 2005. 404 f. Tese (Doutorado em arquitetura e urbanismo). Universidade de São Paulo. 2005.

HAN, Yingyue. Singapore as a Global City. The Diplomat. v. p. 2012. Disponível em: https://thediplomat.com/2012/03/singapore-as-a-global-city/. Acesso em: 03 out. 2017.

HO, Chin Siong. Putrajaya –Administrative Centre of Malaysia -Planning Concept and Implementation. In: Sustainable urban development and Governance conference at SungKyunKwan University Seoul. 2006, Seoul, Korea. label. p. 20. Disponivel em: http://eprints.utm.my/6622/1/HoChinSiong2006_Putrajaya-AdministrativeCentreOfMalaysia.pdf. Acesso em: 20 jul. 2016.

HONG, Ong Swee. Design Basis to Quality Urban lighting Masterplan. 2007. 243 f. (Master of arts). Department of Architecture, National University of Singapore, Singapura. 2007.

HONGXIANG, Yuan. Urban Nightscape and Nightscape Lighting - Analysis and Evaluations on Typical Nightscape Cases in Nanjing. 2014. 74 f. Urban Design Programme, Blekinge Institute of Technology, Blekinge Institute of Technology, Estado Unidos. 2014.

JOHN, Jebasingam Issace. Creating the essence of cities: the planning & development of Malaysia’s new federal administrative capital, Putrajaya. Planning Malaysia Journal of the Malaysian Institute of Planners, Putrajaya, p. 10, 2004. Disponível em: http://www.planningmalaysia.org/index.php/pmj/article/view/39/37. Acesso em: 18 nov. 2016.

JUNQUEIRA, Mariana G.; YUNES, Gilberto S. A vocação cenográfica da iluminação pública no processo de valorização da paisagem urbana contemporânea. In: II Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades. 2013, Belo Horizonte. label. p. 14. Disponivel em: http://www.environmental-expert.com/Files%5C19643%5Carticles%5C7613%5C22s18-1151936703.pdf.. Acesso em:20 jul. 2016.

JUNQUEIRA, Mariana Garcia; YUNES, Gilberto Sarkis. A iluminação artificial como elemento estruturador da paisagem urbana contemporânea. In: Seminario Internacional de Investigación en Urbanismo. “VI Seminario Internacional de Investigación en Urbanismo, Barcelona-Bogotá, junio 2014”. 2014a, Barcelona. label. p. Disponivel em: https://upcommons.upc.edu/handle/2099/16010. Acesso em:20 jul. 2017.

JUNQUEIRA, Mariana Garcia; YUNES, Gilberto Sarkis.. A iluminação artificial como instrumento da expografia das cidades e dos museus. Memória em Rede, v. 4, n. 11, p. 18, 2014b. ISSN ISSN- 2177-4129. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Memoria/article/view/9422. Acesso em: 20 jul. 2017

KOH, Sock Mui. Lighting in Singapore. 2015. Disponível em: http://www.environmental-expert.com/Files%5C19643%5Carticles%5C7613%5C22s18-1151936703.pdf. Acesso em: 20 set. 2015.

LEFEBVRE, Sylvain; ROULT, Romain. Formula One’s new urban economies. Cities, v. 28, n. 4, p. 330-339, 2011/08/01/ 2011. ISSN 0264-2751. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.cities.2011.03.005.

LYNCH, Kevin. A imagem da cidade. Cambridge: The MIT Press, 1960. ISBN 972440379-3.

MACEDO, Joseli; TRAN, Levu V. Brasília and Putrajaya: using urban morphology to represent identity and power in national capitals. Journal of urbanism: international research on placemaking and urban sustainability, v.6, n. 2, p. 139-159, 2013. Disponível em: http:/ldx.doi.org/10.1080/17549175.2013.820209.

MOISINHO FILHO, Elso De Freitas Patrimônio cultural e iluminação urbana: Diretrizes de intervenção luminotécnica no centro histórico de São Cristóvão, Sergipe. 2010. 337 f. (Mestrado em arquitetura eurbanismo). Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo. 2010.

MOSER, Sarah. Putrajaya: Malaysia’s new federal administrative capital. Cities, v. 27, n. 4, p. 285-297, 2010/08/01/ 2010. ISSN 0264-2751. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.cities.2009.11.002.

NARBONI, Roger. A Luz e a Paisagem: criar paisagens nocturnas. Lisboa: Livros Horizontes, 2003. 230 ISBN 9722412841.

NARBONI, Roger. Uma luz sobre as cidades, para os cidadãos. Maio. São Paulo: Lume arquitetura: 8 p. 2008.

NARBONI, Roger. Urbanismo luz e novas estratégias. ArchDaily Brasil, 28 Ago 2014. ISSN 0719-8906. Disponível em: www.archdaily.com.br/br/626094/urbanismo-luz-e-novas-estrategias. Acesso em: 05 fev. 2018.

OMAR, Dasimah. Putrajaya New Town and the Quality of Life. Built Environment, v. 4, n. 1, p. 9, 2007. ISSN 1675-5022.

PUTRAJAYA. Putrajaya Lighting Master Plan - Section 3 – design guidelines for individual elements. 3: 46 p. 2002.

PUTRAJAYA, Portal Rasmi Perbadana. Lighting the city in a garden. 2015. Disponível em: http://www.ppj.gov.my/portal/page?_pageid=311,509446,241_415033&_dad=portal&_schema=PORTAL. Acesso em: 28 out. 2015.

SANTOS, Eduardo Ribeiro dos. A iluminação pública como elemento de composição da paisagem urbana. 2005. 109 f. (Mestre em Arquitetura). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2005.

TRAN, Levu Vincent. In the name of utopia, the case study of Putrajaya, Malasyas’s planned administrative capital 2010. 123 (Master of arts in urban and regional planning). University of Florida. Estados Unidos.

URA, Urban Redevelopment Authority. Lighting up our city centre. 2006. Disponível em: https://www.ura.gov.sg/lightingplan/guidelines.htm. Acesso em: 20 set. 2015.

URA, Urban Redevelopment Authority. Night Lighting Master Plan of Developments in the Central Business District (CBD), Marina Centre and Marina Bay 2009. Disponível em: https://www.ura.gov.sg/Corporate/Guidelines/Circulars/dc09-08. Acesso em: 20 set. 2015.

URA, Urban Redevelopment Authority. Concept Plan. Singapura, 2015a. Disponível em: https://www.ura.gov.sg/uol/concept-plan.aspx?p1=View-Concept-Plan. Acesso em: 20 set. 2015.

URA, Urban Redevelopment Authority. Key Urban Design Elements. Design 2015b. Disponível em: https://www.ura.gov.sg/Corporate. Acesso em: 20 set. 2015.

URA, Urban Redevelopment Authority. Marina Bay - Singapura. Singapura, 2015c. Disponível em: https://www.marina-bay.sg/index.html. Acesso em: 20 set. 2015.

Publicado
2018-04-17
Como Citar
Lima, M. (2018). A integração do Plano Diretor de Iluminação com o e o Plano Diretor. Paisagem E Ambiente, (41), 11-34. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i41p11-34
Seção
Projeto