A dinâmica espacial da paisagem de Chapecó (SC): interpretação do processo de constituição do mosaico antropizado

Palavras-chave: Unidades de paisagem, Macrozoneamento, Sub-bacia do Lajeado São José, Chapecó (SC)

Resumo

Este artigo aborda a estruturação, transformação e dinâmica da paisagem na Sub-Bacia do Lajeado São José, no município de Chapecó, estado de Santa Catarina – Brasil, a partir de revisão bibliográfica e o uso da ferramenta GIS para o mapeamento e a interpretação tipo-morfológica dos processos que constituem essa estrutura. Como critério teórico, assume-se a interpretação ecológica da paisagem como um meio de compreender o território, considerando nesse processo suas problemáticas, conflitos e dinâmicas de estruturação do espaço, bem como as potencialidades de ordem social, econômica, cultural e ambiental. Nesse contexto, é revelado o mosaico antropizado das heterogeneidades/homogeneidades dos processos de constituição que possibilitam identificar e definir as unidades de paisagem, sendo essas um meio de estruturar o território e articular ações efetivas para o planejamento na escala da cidade/fragmento/sub-bacia. A partir dos dados levantados, demonstra-se como o pensamento ecológico fundamenta o necessário aprimoramento das políticas públicas – neste caso, ao propor o redesenho dos macrozoneamentos à luz da dinâmica espacial da paisagem de Chapecó – e, assim, se apresentando como uma alternativa viável para o macroplanejamento dos municípios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Laura Vianna Villela, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ. Curso de Arquitetura e Urbanismo
Ana Laura Vianna Villela
Doutoranda PROARQ Dinter UFRJ/UFFS Mestre em Planejamento Urbano e Regional - PROPUR/UFRGS Líder do Grupo de Pesquisa Cidade: cultura, urbanização e desenvolvimento Pesquisadora da ReCiMe (Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias) e do Grupo Qualidade do Lugar e Paisagem/UFRJ. Docente do Curso de Arquitetura e Urbanismo/Área de Ciências Exatas e Ambientais da
Universidade Comunitária da Região de Chapecó - UNOCHAPECÓ CV: http://lattes.cnpq.br/1723289699887548
Daiane Regina Valentini, Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Curso de Arquitetura e Urbanismo
Arquiteta e Urbanista - Mestre em Geomática Doutoranda PROARQ DINTER UFRJ/UFFS Professora Assistente A - Universidade Federal da Fronteira Sul CAU BR A51414-4
Alexandre Maurício Matiello, Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Curso de Arquitetura e Urbanismo

Arquiteto e Urbanista (UFSC) - CAU: A 29252-4

Doutorando PROARQ DINTER UFRJ/UFFS

Professor da Universidade Federal da Fronteira Sul

matiello@unochapeco.edu.br
facebook.com/alexandre.m.matiello

Tomé Coletti, Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Chapecó

Universidade Federal da Fronteira Sul, economista e pesquisador

Doutorando PROARQ DINTER UFRJ/UFFS

Vera Regina Tângari, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Professora Associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro e lotada no Departamento de Projetos de Arquitetura e no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura (ProArq). 

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pelo Instituto Metodista Bennett (1981), Mestrado em Urban Planning, com concentração em Urban Design, pela University of Michigan (1983) e Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2000).

Referências

AB’SÁBER, Aziz. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Atlas Brasil, 2010. Disponível em: http://atlas.ana.gov.br/Atlas/forms/Home.aspx. Acesso em: 28 fev. 2017.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1983.

BERTRAND, Georges. Paisagem e geografia física global: o espaço metodológico. Tradução de Olga Cruz. RA’E GA, Curitiba, n. 8, p. 141-152, 2004.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Caderno da região hidrográfica do Uruguai. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2006. Disponível em: http://www.mma.gov.br/estruturas/161/_publicacao/161_publicacao03032011023025.pdf. Acesso em: 28 fev. 2017.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Plano territorial de desenvolvimento rural sustentável: oeste catarinense. Brasília, DF: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2010.

CHAPECÓ. Lei nº 68, de 31 de dezembro de 1974. Aprova o plano de desenvolvimento urbano de Chapecó, conforme especifica. Diário Oficial de Chapecó, Chapecó, 31 dez. 1974.

CHAPECÓ. Programa Cura: Chapecó: plano de complementação urbana. Chapecó [s. n.]: 1979.

CHAPECÓ. Lei Complementar nº 4, de 31 de maio de 1990. Estabelece normas e diretrizes básicas referentes ao planejamento, ordenamento territorial, controle, uso, parcelamento, ocupação do solo urbano e dá outras providências. Diário Oficial de Chapecó, Chapecó, 31 maio 1990.

CHAPECÓ. Lei Complementar nº 202, de 6 de janeiro de 2004. Institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial de Chapecó – PDDTC. Diário Oficial de Chapecó, Chapecó, 6 jan. 2004.

CHAPECÓ. Lei complementar nº 317, de 17 de outubro de 2007. Modifica a Lei Complementar nº 202, de 6 de janeiro de 2004, que institui o Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial de Chapecó – PDDTC. Diário Oficial de Chapecó, Chapecó, 17 out. 2007.

CHAPECÓ. Lei Complementar nº 541, de 26 de novembro de 2014. Aprova o Plano Diretor de Chapecó – PDC. Diário Oficial de Chapecó, Chapecó, 27 nov. 2014.

CORRÊA, Roberto Lobato. Estudos sobre a rede urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

CONSELHO DA EUROPA. Convenção Europeia de Paisagem. Florença, 2000. Disponível em https://rm.coe.int/16802f3fb7. Acesso em: 28 fev. 2017.

FORMAN, Richard T. T.; GODRON, Michel. Landscape ecology. New York: Wiley, 1986.

FORMAN, Richard T. T. Land mosaics: the ecology of landscapes and regions. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

FORMAN, Richard T. T. Urban regions: ecology and planning beyond the city. Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

HASS, Monica; ALDANA, Myriam; BADALOTTI, Rosana Maria. A possibilidade de um pacto social à luz dos princípios do Estatuto da Cidade: o plano diretor de Chapecó (SC). In: HASS, Monica; ALDANA, Myriam; BADALOTTI, Rosana Maria (org.). Os planos diretores e os limites de uma gestão urbana democrática: as experiências de Chapecó, Xanxerê e Concórdia (SC). Chapecó: Argos, 2010. p. 59-120.

IBGE. Panorama de Chapecó-SC. Brasília, DF: IBGE, 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/chapeco/pesquisa/1/21682. Acesso em: 17 jul. 2019.

LEITE, Maria Angela Faggin Pereira. A paisagem, a natureza e a natureza das atitudes do homem. Paisagem e Ambiente, São Paulo, n. 4, p. 45-55, 1992.

MACEDO, Silvio Soares. Quadro do paisagismo no Brasil: 1783-2000. São Paulo: Quapá, São Paulo, 1999.

MATIELLO, Alexandre Mauricio; VILLELA, Ana Laura Vianna; FUJITA, Camila; OTSUSCHI, Cristina; ALBA, Rosa Salete. Chapecó/SC: o agronegócio, o setor terciário em expansão e a crescente desigualdade socioespacial. In: SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão; MAIA, Doralice Sátyro (org.). Agentes econômicos e reestruturação urbana e regional: Dourados e Chapecó. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2016. p. 171-319.

METZGER, Jean Paul. O que é ecologia de paisagens? Biota Neotropica, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-9, 2001.

MONTEIRO, Ricardo Rodrigues. Habitação e integração urbana: um estudo de caso em programas habitacionais no município de Chapecó-SC. 2006. 182 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006.

RECHE, Daniella. Leis e planos urbanos na produção da cidade: o caso de Chapecó, SC. 2008. 152 f. Dissertação (Mestrado em Urbanismo, História e Arquitetura da Cidade) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1994.

SANTOS, Milton. Pensando o espaço do homem. 4. ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

SILVA, William Ribeiro da; SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. Perspectivas da urbanização: reestruturação urbana e das cidades. Rio de Janeiro: Consequência, 2017.

SCHLEE, Mônica Bahia; NUNES, Maria Julieta; REGO, Andrea Queiroz; RHEINGANTZ, Paulo; DIAS, Maria Ângela; TÂNGARI, Vera Regina. Sistema de espaços livres nas cidades brasileiras: um debate conceitual. Paisagem e Ambiente, São Paulo, n. 26, p. 225-247, 2009.

SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo César da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato (org.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 77-116.

SOUZA, Marcelo José Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. 2015.

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. Cidades médias: espaços em transição. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

TÂNGARI, Vera Regina. Um outro lado do Rio. 1999. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.

TÂNGARI, Vera Regina; REGO, Andréa Queiroz; DIAS, Maria Ângela; AFONSO, Paulo; RHEINGANTZ, Giselle; MONTEZUMA, Rita; SOUZA, Maria Julieta; SCHLEE, Mônica Bahia; CARDEMAN, Rogério; WOPEREIS, Brunna; CAPILLÉ, Cauê Costa; PARAHYBA, Natalia; AMORIM, Marcos; NEVES, Elaine; SILVA, Maria Alice; VIEIRA, Guilherme; GORINI, Inês; ANDRADE, Rubens de; MELCÍADES, Alexandre Luiz B.; GOMES, Domitila. Morfologia urbana: suporte geo-bio-físico e o sistema de espaços livres do Rio de Janeiro – RJ. In: CAMPOS, Ana Cecília Arruda; QUEIROGA, Eugenio Fernandes; GALENDER, Fany; DEGREAS, Helena Napoleon; AKAMINE, Rogério; MACEDO, Silvio Soares; CUSTÓDIO, Vanderli (org.). Quadro dos Sistemas de Espaços Livres nas cidades brasileiras. São Paulo: Quapá-SEL, 2012. p. 195-238.

TÂNGARI, Vera Regina. Espaços livres e a forma urbana: identificação dos tipos-morfológicos que qualificam a paisagem urbana. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO, 3., 2014, São Paulo. Anais […]. São Paulo: 2014. p. 1-19.

VILLELA, Ana Laura Vianna. Colonização, cultura e território: o caso de Chapecó/SC. Cadernos do CEOM, Chapecó, v. 27, n. 27, p. 159-185, 2007.

VILLELA, Ana Laura Vianna; ALBA, Rosa Salete; MAIA, Claudio; ARRUDA, Laiz. Região metropolitana de Chapecó: dinâmicas regionais e suas territorialidades. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA URBANA, 2., 2015, Passo Fundo. Anais […]. Passo Fundo: Editora da Universidade de Passo Fundo, 2015. p. 112-123.

WELTER, Liane. O espaço geográfico do oeste catarinense e sua cartografia ambiental. 2006. 91 f. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

WU, Jianguo. Landscape ecology. In: LEEMANS, Rik (ed.). Ecological systems: selected entries from the Encyclopedia of Sustainability, Science and Technology. New York: Springer, 2012. p. 179-200.

Publicado
2019-10-14
Como Citar
Villela, A. L., Valentini, D. R., Matiello, A. M., Coletti, T., & Tângari, V. R. (2019). A dinâmica espacial da paisagem de Chapecó (SC): interpretação do processo de constituição do mosaico antropizado. Paisagem E Ambiente, 30(43), e146065. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.paam.2019.146065
Seção
Paisagem