O processo de retificação do rio Tietê e suas implicações na cidade de São Paulo, Brasil

Palavras-chave: Rio Tietê, Drenagem Urbana, Retificação de rio

Resumo

Esse artigo trata do processo de retificação do rio Tietê, em São Paulo cujo estudo foi iniciado no fim do século XIX e busca detectar as principais implicações geradas por essa intervenção. Procura-se compreender como a retificação do Tietê atuou como parte de um processo de urbanização acelerada onde os interesses imobiliários reforçaram os interesses da indústria automobilística recém implantada, o que veio a justificar a construção de avenidas marginais ao longo do rio retificado. São discutidos equívocos ocorridos e consequências desse processo no que diz respeito à ocupação do solo e a destruição da natureza, acarretando problemas urbanos e ambientais até os dias de hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Falcão Pessoa, Centro Universitário Belas Artes de São Paulo

Arquiteta e Urbanista, Mestre pela Universidade de Michigan, Estados Unidos, Doutora pela FAU USP

Referências

AB’SABER, Aziz Nacib. Geomorfologia do sítio urbano de São Paulo. São Paulo, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, 1958.

EMPLASA. Memória Urbana: A grande São Paulo até 1940. São Paulo, Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2001.

JANES, Jorge. Tietê- o rio que a cidade perdeu- São Paulo, 1890 – 1940. São Paulo, Secretaria do Verde e Meio Ambiente, 2017.

LANGENBURCH, Juergen Richard. Estruturação da grande São Paulo- estudo de geografia urbana. Tese de doutoramento apresentada à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro, da Universidade de Campinas. Rio de Janeiro, Ministério do Planejamento e Coordenação Geral. Fundação IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia, 1971.

MAIA, Francisco Prestes. Estudo de um plano de avenidas para a cidade de São Paulo. São Paulo, Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1930.

OHTAKE, Ricardo. O livro do rio Tietê. São Paulo, Estúdio Ro Projetos e Edições, 1991.

PESSOA, Denise Falcão. Utopia e cidades: proposições. São Paulo, Annablume, 2003.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. Relatório realizado pela Comissão de Melhoramento do Rio Tietê. São Paulo, 1950.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro, Editora Record, 2002, 9ª edição.

SEABRA, Odete C. de Lima. Meandros dos rios nos meandros do poder: Tietê e Pinheiros Tese (Doutorado em Geografia)- Faculdade de Geografia, Universidade de São Paulo, 1987.

SOMEKH, Nadia; CAMPOS, Candido Malta (Organizadores). A Cidade que não pode parar: planos urbanísticos de São Paulo no século XX. São Paulo, Mackpesquisa, 2002.

TOLEDO, Benedito Lima de- Prestes Maia e as origens do urbanismo moderno em São Paulo. São Paulo, Empresa das Artes, 1996.

Publicado
2020-02-11
Como Citar
Pessoa, D. (2020). O processo de retificação do rio Tietê e suas implicações na cidade de São Paulo, Brasil. Paisagem E Ambiente, 30(44), e158617. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.paam.2019.158617
Seção
Espaços Urbanos