Discussões sobre o papel dos espaços livres públicos nos bairros de elite¹ contemporâneos

  • Fábio Mariz Gonçalves Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

Resumo

Tendo como objeto de estudo três bairros de elite contemporâneos (o Morumbi e o Alphaville, em São Paulo, e a Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro). Debate-se que a superação dos conflitos decorrentes da inadequação dos padrões urbanísticos institucionais ao suporte físico original depende da implantação de um sistema de espaços livres urbanos públicos. Defende-se que a implantação e a sobrevivência deste sistema de espaços livres depende da superação de padrões sociais, culturais e econômicos que vêm minando a possibilidade de convivência de classes sociais distintas. Aponta-se que o abandono e o desequilíbrio que a paisagem urbana brasileira - especialmente a paulistana - vem apresentando são conseqüências da omissão do Estado na condução do acordo social necessário para a superação do atual estágio de segregação recíproca das diferentes classes sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2002-06-30
Como Citar
Gonçalves, F. (2002). Discussões sobre o papel dos espaços livres públicos nos bairros de elite¹ contemporâneos . Paisagem E Ambiente, (15), 9-33. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i15p9-33
Seção
Paisagem Urbana