Vegetação e quintais da casa brasileira

  • Guilherme Mazza Dourado
Palavras-chave: Quintais domésticos, vegetação no Brasil colonial, plantas alimentares brasileiras e exóticas, aclimatação e difusão de espécies orientais, história das plantas

Resumo

Não há como entender as transformações da paisagem natural no Brasil colonial, sem considerar o papel dos quintais domésticos enquanto centros de experimentação e difusão de plantas exóticas e autóctones. Nem tão pouco é possível rastrear a formação dos primeiros espaços verdes das cidades coloniais, sem considerar os quintais das residências. Este artigo alinhava uma introdução à história dos quintais brasileiros e sua vegetação, entre os séculos 16 e 18. Investiga os múltiplos significados e atributos que eles desempenharam no cotidiano doméstico, mapeando, principalmente, algumas das plantas alimentares mais cultivadas neles. Destaca a ação dos portugueses tanto na introdução de espécies exóticas, como laranjeiras, bananeiras, mamoeiros, jaqueiras, mangueiras, quanto no aproveitamento de essências nacionais, caso dos cajueiros, mangabeiras, goiabeiras, maracujazeiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-12-30
Como Citar
Dourado, G. (2004). Vegetação e quintais da casa brasileira . Paisagem E Ambiente, (19), 83-101. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i19p83-101
Seção
História