Do Vazio ao Espaço Público: Requalificando Paisagens, Reestruturando Territórios

  • Eugenio Fernandes Queiroga Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (FAUUSP)
Palavras-chave: Região metropolitana, Antigos leitos ferroviários, Vazios, sistemas, Transportes, Parques lineares, Espaço público, Paisagem, Território.

Resumo

O processo de urbanização brasileiro inclui, agora, a formação de novas metrópoles, não apenas nucleadas por capitais de estados. A região metropolitana de Campinas é a mais importante dessas novas realidades urbanas. Os seus antigos leitos ferroviários apresentam alta ociosidade, podendo se prestar para novos usos que, de maneira sistêmica, propiciem a requalificação da paisagem e contribuam para uma reestruturação do território metropolitano, favorecendo seus cidadãos. Mais que apresentar uma diretriz propositiva, este artigo enfatiza a importância das potencialidades da paisagem como elemento a ser considerado no planejamento territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugenio Fernandes Queiroga, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (FAUUSP)

Doutor em Arquitetura e Urbanismo e professor doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo (FAUUSP), professor titular da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Pontificia Universidade de Campinas (FAU-PUCCampinas) e pesquisador do CNPq

Publicado
2010-12-30
Como Citar
Queiroga, E. (2010). Do Vazio ao Espaço Público: Requalificando Paisagens, Reestruturando Territórios. Paisagem E Ambiente, (28), 21-40. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i28p21-40
Seção
Paisagem Urbana