A Floresta e o Jardim no Brasil do Século XIX

  • Solange de Aragão Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP)
  • Euler Sandeville Junior Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP)
Palavras-chave: História da paisagem brasileira, Século XIX, Floresta, Jardim da casa brasileira, Transformação da paisagem.

Resumo

O objetivo deste trabalho é colocar em discussão o processo cultural de transformação da paisagem brasileira no século XIX a partir da destruição de amplas áreas florestadas para cultivo, criação de gado, exploração de minérios e coleta de determinadas espécies da flora e da fauna. Por outro lado, procura-se demonstrar a concomitante difusão e transformação do jardim da casa brasileira, que se europeíza no momento em que a floresta se torna símbolo do nacionalismo – jardim este cultivado não apenas na área urbana, mas também junto às construções implantadas nas áreas desmatadas da floresta. Para isto, adotamos como ponto de partida obras como A ferro e fogo: a história e a devastação da mata atlântica brasileira (1996), de Warren Dean, e Sobrados e mucambos e Nordeste (1936), de Gilberto Freyre, considerando ainda, na análise, os relatos de viagem do século XIX e textos da literatura brasileira que tratam da transformação da paisagem neste período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange de Aragão, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP)
Arquiteta e urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Mestre em Estruturas Ambientais Urbanas e doutora em Paisagem e Ambiente pela FAUUSP. Pós-doutorados em História do Brasil, pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) e em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP. Professora doutora de Planejamento Paisagístico da Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Autora de Ensaio sobre o jardim (Global, 2008) e Ensaio sobre a casa brasileira do século XIX (Edgard Blücher, 2011).
Euler Sandeville Junior, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP)
Arquiteto e urbanista, arte-educador, pós-graduado em Ecologia, mestre e doutor em Estruturas Ambientais Urbanas pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Professor livre-docente do Departamento de Projeto da FAUUSP, vice-coordenador da Área Paisagem e Ambiente do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, professor do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Ciência Ambiental da USP, coordenador do Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade) da FAUUSP.
Publicado
2013-07-01
Como Citar
Aragão, S. de, & Sandeville Junior, E. (2013). A Floresta e o Jardim no Brasil do Século XIX. Paisagem E Ambiente, (31), 161-174. https://doi.org/10.11606/issn.2359-5361.v0i31p161-174
Seção
História